Correio do Minho

Braga,

- +
Investimento de 200 milhões em 10 anos cria base sólida para Agenda de Inovação de Viana
Município de Esposende garante refeições escolares

Investimento de 200 milhões em 10 anos cria base sólida para Agenda de Inovação de Viana

Reforço do apoio das Comissões Sociais Interfreguesias para respostas aos problemas sociais em Guimarães

Investimento de 200 milhões em 10 anos cria base sólida para Agenda de Inovação de Viana

Alto Minho

2021-01-12 às 08h00

Isabel Vilhena Isabel Vilhena

Viana do Castelo investiu 200 milhões de euros, na última década, para captar empresas e criar emprego. Um investimento que teve resultados positivos, que permitem agora lançar o documento base da Agenda da Inovação Viana 2030.

“Entre 2010 e 2020, Viana do Castelo investiu 200 milhões de euros no seu território. Um investimento que teve resultados no aumento da capacidade empresarial instalada, na criação e ampliação do emprego, com cerca de 13% dos recursos humanos com qualificação superior e, no aumento ciclópico das exportações”, revelou ontem o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, em conferência de imprensa, para fazer um balanço da preparação da Agenda da Inovação Viana 2030, iniciada em Agosto do ano passado.
Segundo José Maria Costa o investimento municipal de 200 milhões de euros foi aplicado “em áreas empresariais, em incentivos e factores de atractividade”, dando nota que “Viana do Castelo e o Alto Minho são um caso de sucesso a nível nacional na captação de fundos comunitários. Cerca de dois terços dos financiamentos comunitários para o Alto Minho foram direccionados para a actividade empresarial”.
Na apresentação do balanço dos primeiros quatro meses “da metodologia participativa da Agenda da Inovação”, o edil vianense anunciou que “tivemos cerca de mil participações, quer escritas, quer através das plataformas online, que darão lugar a seis fóruns temáticos para aprofundar os temas que os vianenses identificaram”, apontando as áreas do turismo, juventude (acesso ao ensino, emprego, habitação), economia do mar, inovação social, cultura, educação e desporto.
Para José Maria Costa “este exercício de participação foi ganho. Estou muito grato aos vianenses por esta forma de participarem. Valeu a pena”.
O autarca vianense anunciou o calendário que dará início ao debate político do documento base da Agenda da Inovação Viana 2030 que começará no mês de Abril, com a apresentação do documento ao executivo municipal, e, posteriormente, a sua apreciação na Assembleia Municipal. “Nós pretendemos ter o documento para discussão política na Assembleia Municipal de Abril para todos os deputados e as diferentes orientações políticas possam discutir este documento, enriquecê-lo, de modo que seja um documento do município de Viana do Castelo”, afirmou o edil vianense, salientando que “este exercício de agendamento e estratégico é fundamental para que todos os projectos futuros e todas as candidaturas que Viana do Castelo vai apresentar ao próximo quadro comunitário de apoio e ao plano de recuperação e resiliência terão que estar assentes numa estratégia de desenvolvimento”. E acrescentou: “Esta vai ser a estratégia de Viana do Castelo e, por isso, quisemos que fosse inovadora, participativa, alargada e, felizmente, estamos a ter um óptimo resultado e muito esperançados que no próximo mês de Abril teremos esta estratégia validada e consensualizada pela nossa comunidade para que seja um instrumento que sirva de orientação para os próximos anos”.
Paralelamente, o autarca vianense, destaca o mar como uma área emergente que terá Agenda dedicada a esta temática que contará com a “colaboração” de António Costa e Silva, consultor do Governo e autor do plano de recuperação económica.
“Vamos ter ter um desenvolvimento mais aprofundado desta área do mar, que vai envolver não só as valências que já são naturais de Viana que se prendem com a pesca, o turismo náutico, a construção e reparação naval, mas temos um domínio em crescimento que é o das energias marinhas e oceânicas renováveis e para isso vamos desenvolver um documento auxiliar mais robusto para aproveitarmos estes novos investimentos para acrescentar- mos mais valor ao nosso território”.
Quanto ao processo de elaboração do documento, este incluirá a instalação, em Abril, do Conselho de Desenvolvimento Estratégico de Viana do Castelo para acompanhar a elaboração do documento.”Este conselho será constituído pelos principais actores económicos e sociais e personalidades”, disse o edil.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho