Correio do Minho

Braga, sábado

Investimentos de 12,2 milhões melhoram estradas minhotas
Coro Sénior de Esposende apresenta concerto “Sons d’Outono”

Investimentos de 12,2 milhões melhoram estradas minhotas

Fátima Lopes apela às crianças de Guimarães para conquistar a sustentabilidade da cidade

Alto Minho

2018-08-28 às 16h48

Redacção

Infraestruturas de Portugal anunciou investimentos para os próximos três anos, prevendo-se o investimento de 12,2 milhões de euros no Minho — 6,4 milhões em Braga e 5,8 em Viana do Castelo.

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou ontem que vai investir mais 100 milhões de euros em conservação corrente da Rede Rodoviária Nacional (RRN) ao longo dos próximos três anos. Para o distrito de Braga o investimento previsto é de 6,4 milhões de euros e em Viana do Castelo devem ser investidos 5,8 milhões de euros.
Em comunicado, a IP adianta que “consigna contratos no valor global de 107,5 milhões de euros para a execução de trabalhos de conservação corrente da Rede Rodoviária Nacional ao longo dos próximos três anos”.
No âmbito dos contratos de conservação corrente está prevista a execução de vários tipos de intervenções de manutenção, entre os quais “reparação e beneficiação de pavimentos, reposição e adequação da sinalização horizontal e vertical, reparação e adequação de guardas de segurança e outros equipamentos de protecção, estabilização de taludes, conservação de vedações, tratamento dos sistemas de drenagem, limpeza das bermas e zonas adjacentes à faixa de rodagem e reparações e manutenção de obras de arte”.

A empresa adianta que, “no total, vão ser consignados 18 contratos, um por cada distrito e ajustado às diferentes características da rede de cada região, que asseguram a realização de trabalhos regulares de requalificação e manutenção nos mais de 14.000 quilómetros de estradas a nível nacional”, que estão sob a sua gestão directa.
Por distrito, Aveiro tem o valor adjudicado de 6,9 milhões de euros, Beja 8,2 milhões de euros, Braga 6,4 milhões de euros e Bragança cinco milhões de euros.
Castelo Branco vai ter um montante de 4,7 milhões de euros, Coimbra 6,1 milhões e Évora 5,2 milhões de euros.
O distrito de Faro tem adjudicado o valor de 4,2 milhões de euros, a Guarda 5,3 milhões de euros, Leiria 5,6 milhões de euros e Lisboa 6,5 milhões de euros.
O restante montante reparte-se pelos distritos de Portalegre (5,3 milhões de euros), Porto (6,6 milhões), Santarém (7,2 milhões), Setúbal (6,8 milhões), Viana do Castelo (5,8 milhões), Vila Real (5,7 milhões) e Viseu (seis milhões).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.