Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Joaquim Barreto: “é tempo de unirmos esforços”
Fundação Gil Eannes recebe prémio Identitas Mare 2020

Joaquim Barreto: “é tempo de unirmos esforços”

Maria José Fernandes: “o IPCA está a responder às necessidades da região”

Joaquim Barreto: “é tempo de unirmos esforços”

Braga

2020-09-16 às 08h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

No XIX Congresso Federativo do PS, que decorreu em Celorico de Basto, a moção ‘Primeiro o Distrito, Primeiro o Partido’, lide-rada por Joaquim Barreto, venceu com 65% dos votos. Socialistas mobilizam-se agora para as Presidenciais e as Autárquicas.

Depois de ter sido reeleito presidente de Federação de Braga do Partido Socialista (PS)?, Joaquim Barreto viu agora aprovada a Moção Global de Estratégia ‘Primeiro o Distrito, Primeiro o Partido’ da qual foi o primeiro subscritor.
No XIX Congresso Federativo de Braga do Partido Socialista, que decorreu em Celorico de Basto, a moção de Joaquim Barreto obteve 65% os votos.
A reunião magna dos socialistas do distrito decorreu na sequência das eleições para a Federação Distrital, realizadas a 18 de Julho. Recorde-se que Joaquim Barreto venceu as eleições distritais, com 2584 votos, contra os 2020 votos da lista encabeçada por Ricardo Costa. Percentualmente, a lista A, liderada por Joaquim Barreto, teve 56% e a lista B, de Ricardo Costa, 44%.
Agora, em Celorico de Basto, foram votadas as moções apresentadas pelos diferentes candidatos e eleitos os órgãos federativos para o biénio de 2020-2022.
Devido à situação de pandemia, este foi um congresso atípico tendo decorrido num formato misto: de um total de 500 congressistas, apenas cerca de 150 marcaram presença fisicamente. Os restantes participaram à distância, através de uma plataforma electrónica, e puderam ainda exercer o seu direito de voto também à distância, através de uma plataforma específica, criada pelo PS a nível nacional, e que permitiu que mesmo os delegados que participaram remotamente pudessem exercer o seu direito de voto.
Das várias votações que decorreram, resultaram a eleição da Comissão Política Distrital de Braga, tendo saído vencedora a Lista A, afecta a Joaquim Barreto, com 65 % dos votos, elegendo 47 comissários políticos e ainda Luís Soares, presidente da Concelhia de Guimarães, como presidente da Mesa Distrital, contra 34% da Lista B, afecta a Ricardo Costa, que elegeu 24.
Na eleição para a Comissão Federativa de Jurisdição, a Lista A venceu com 64,85% dos votos, elegendo cinco elementos e Alexandre Maciel, de Barcelos, como presidente; contra 34,24% (2 elementos) da Lista B .
Na eleição para a Comissão de Fiscalização Económica e Financeira, a Lista A arrecadado também 64,85 % dos votos, elegendo três elementos e Hugo Sampaio, de Famalicão, como presidente, contra 33,75 % (dois elementos) da Lista B.
Na sua intervenção final, Joaquim Barreto agradeceu a todos “o voto de confiança”, aproveitando para “saudar e felicitar todos os eleitos para os órgãos dirigentes distritais no Congresso.
Barreto saudou igualmente Palmira Maciel, reeleita presidente do Departamento das Mulheres Socialistas – ID, e a eurodeputada, Isabel Estrada Carvalhais, “por toda a coordenação e elaboração da Moção Global de Estratégia Política que foi submetida a sufrágio”.
“Agora é tempo de unirmos esforços e vontades em torno dos desafios que se avizinham e de que destaco as Eleições Presidenciais e as Eleições Autárquicas a realizar já em 2021”, afirmou Barreto, deixando também uma saudação a Ricardo Costa, seu principal opositor, cuja candidatura “contribuiu para polarizar o debate de ideias neste processo eleitoral para a Federação de Braga”.
A candidatura de Ricardo Costa também já reagiu ao Congresso, realçando que conseguiu eleger 24 membros para a Comissão Política Distrital, dois para a Comissão Política de Jurisdição e outros dois para a Comissão de Fiscalização Económica e Financeira, “e onde não deixarão de participar activamente”.
Em comunicado, a candidatura de Ricardo Costa reconhece que contribuiu “de forma decisiva para a qualificação do debate e o pluralismo partidário, assente no rigor, na qualificação e na dignificação da política” e dá os “parabéns” aos novos órgãos eleitos do PS Distrital, “em particular ao seu líder Joaquim Barreto”.
Esta candidatura promete ainda prosseguir “com o entusiasmo e empenho de sempre, a participação partidária, cívica e social, ajudando o PS a encontrar, para o distrito de Braga e para Portugal, as melhores soluções para os problemas que país enfrenta, desde logo nas eleições autárquicas de 2021, visando um reforço da implantação partidária do PS nas autarquias locais”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho