Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Jogos Romanos de Tabuleiro ajudam na autonomia e na flexibilidade curricular
Município de Braga reordenou estacionamento na Rua de São Geraldo

Jogos Romanos de Tabuleiro ajudam na autonomia e na flexibilidade curricular

Tema “Cuidados com os cuidadores” na 44.ª sessão do Café Memória de Guimarães

Jogos Romanos de Tabuleiro ajudam na autonomia e na flexibilidade curricular

As Nossas Escolas

2019-03-11 às 09h12

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Projecto educativo Centurium - X Torneio de Jogos Romanos de Tabuleiro já ‘invadiu’ muitas escolas da região. Vizela também já se rendeu às mais-valias e já há professores e alunos a jogarem.

O Centurium - X Torneio de Jogos Romanos de Tabuleiro, cuja final (inserida na Braga Romana) está marcada para o dia 17 de Maio, continua a ‘dar cartas’ por várias escolas da região, sendo já “uma mais-valia no desenvolvimento de Projectos de Autonomia e Flexibilidade Curricu- lar assim como para a realização das premissas da Inclusão promovidas pelo Ministério da Educação”, defendeu o mentor do projecto, Paulo Morais.
O concelho de Vizela também já se ‘rendeu’ ao Centurium. Algumas iniciativas já decorrem na sequência da manifesta vontade do Município de Vizela em apresentar o Centurium como um projecto educativo. “O município reconheceu o Centurium como projecto que leva o património da sua cidade à sala de aula, de forma integrada e motivador de boas práticas”, adiantou o professor, referindo que o município assume o Centurium como “um projecto educativo de cariz curricular e apoia a formação acreditada para os professores do seu concelho, de forma a garantir a sua aplicação coerente e correcta no currículo das diferentes áreas de formação”.

A equipa Centurium deslocou-se, entretanto, à EB Caldas de Vizela, no concelho de Vizela, a convite da professora Paula Nascimento, professora de História e Geografia de Portugal do 5.º ano de escolaridade. “A professora pediu a colaboração do Centurium no âmbito da DAC (Domínio de Autonomia Curricular) que está a desenvolver, sob o título ‘Através dos jogos da antiguidade conhecemos os nossos antepassados’. Em colaboração com a docente, a equipa Centurium irá desenvolver um ciclo de apresentações com o intuito de transformar os alunos envolvidos em centuriões desta comunidade educativa”, explicou aquele responsável.

Decorridas algumas sessões, alunos e professores são conhecedores da visão e missão do Centurium, sendo já parte integrante da sua acção, por isso, já iniciaram o jogo do Moinho. “Os alunos mostram-se muito interessados e conscientes de que estes elementos se integram na sua formação e conhecimento sobre o seu património e cultura”, assegurou Paulo Morais, referindo que estas sessões decorrem “com o contributo de professores de diferentes áreas que no momento fazem as pontes necessárias entre a Matemática, a História, a Geografia, as Ciências e até a Educação Física.

Aproveitando a presença da equipa Centurium, e por sugestão de uma encarregada de educação, o projecto foi apresentado também na EB dos Enxertos. Aqui o Centurium tem trabalhado, de forma integrada no currículo e projecto de turma, “as competências que estes jogos romanos de tabuleiro promovem nas diferentes áreas e, sobretudo, competências sociais e de cidadania, o saber estar, o interagir em grupos, em equipa, permitindo que os alunos transmitam à sua comunidade escolar e extra escolar estes elementos da sua cultura, história e património cultural”. E Paulo Morais acredita que “com testemunho, interesse e paixão, estes alunos vão contagiar os seus pares a levá-los a participar, passando a ser os centuriões daquela escola básica e animadores das suas comunidades comunidades escolares.

De destacar ainda que a Câmara Municipal de Vizela está neste momento a dar os passos necessários para a implementação deste projecto que será desenvolvido nas escolas do concelho de Vizela, começando por capacitar os professores com formação através de uma oficina de 50 horas, acreditada pelo Concelho Cientifico e dotando de seguida as escolas e professores com kits de jogos, t-shirts identitárias de participação por jogo, bem como elementos caracterizadores da implementação do Centurium no espaço de cada escola e comunidade educativa, promovendo assim o sucesso escolar a partir de elementos do currículo local e o envolvimento de toda a comunidade a partir da escola.

Deixa o teu comentário

Últimas As Nossas Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.