Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
‘Juntos pelo comércio’ em nome da responsabilidade social
Póvoa de Lanhoso: “Temos obrigação de dar o exemplo”

‘Juntos pelo comércio’ em nome da responsabilidade social

Saúde Pública em debate

‘Juntos pelo comércio’ em nome da responsabilidade social

Braga

2020-11-26 às 08h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Campanha “Juntos pelo comércio” apela à responsabilidade social dos empresários da região no sentido de canalizarem a verba prevista para os jantares de Natal para o comércio e restauração locais, através da oferta de vales de compras aos colaboradores.

A Associação Comercial de Braga (ACB) apela aos empresários da região no sentido de dividirem a verba que tinham destinado ao jantar de Natal da empresa pelos respectivos colaboradores com a condição destes a gastarem no comércio e na restauração local.
O apelo foi lançado ontem sob a forma de campanha de responsabilidade social com o mote ‘Juntos pelo comércio’.
Com esta campanha, a ACB assume o seu papel de dinamização do tecido comercial e empresarial da região, sendo um apelo extensivo a todos os empresários e que pode beneficiar todos os sectores do comércio e restauração.
“É mobilizarmo-nos todos para um problema local” desafia o presidente da ACB, Domingos Macedo Barbosa.
O dirigente associativo lembra que a época de Natal e de Ano Novo é “especial para o comércio, serviços, famílias e cidadãos em geral”, mas sublinha que “a nossa vida está muito dependente da evolução da situação sanitária e pandémica que muito tem condicionado a nossa actividade profissional, empresarial e comunitária”.
Ao apelar a que todos se juntem pelo comércio, a ACB procura “minorar os efeitos da pandemia nos sectores mais afectados” onde se incluem o comércio e a restauração”.
Domingos Macedo Barbosa admite que “o prolongamento da pandemia começa a ter efeitos devastadores em vários sectores e actividades económicas”.
Também é certo que a pandemia não afecta todos os sectores por igual e é aos que ainda podem afectar verbas ao “espírito natalício” que a ACB apela.
O presidente da Assembleia Geral da ACB, Pedro Fraga, acredita que “os empresários não deixarão de responder”, sendo esta uma forma da ACB “provar que está incondicionalmente ao lado dos empresários”, independentemente da área de actividade.
A forma de apoiar o comércio e/ou a restauração locais fica ao critério de cada empresário, mas pode traduzir-se, por exemplo, na oferta de vales de compras aos colaboradores, sugeriu ontem o presidente da ACB.
Outra sugestão é efectuar um donativo a uma instituição particular de solidariedade social (IPSS) que apoie famílias desfavorecidas devendo o donativo ser convertido em refeições nos estabelecimentos de restauração.
Para o presidente da Assembleia Geral da ACB, o donativo às IPSS pode ser “uma forma de as famílias terem uma alimentação diferente ou passarem um dia diferente indo ao restaurante”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho