Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos
Crianças da Santa Casa confeccionam caldo no pote e vivem tradições

Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos

Voto de louvor a primeiro sargento Maria Célia Ribeiro Campino

Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos

Desporto

2019-09-15 às 13h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

FC Famalicão vai continuar completamente isolado na liderança da I Liga, no final da quinta jornada do campeonato, depois de vencer o Paços de Ferreira por claros 4-2.

O líder mostrou ontem todas as suas qualidades. Na recepção ao Paços de Ferreira, que estreou Pepa no banco de suplentes, o Futebol Clube de Famalicão não teve dificuldades para confirmar o seu estatuto de primeiro classificado isolado da I Liga, ao assegurar a quarta vitória no campeonato, desta vez por 4-1.
A entrada dos famalicenses em campo foi muito forte, de tal modo que conseguiram colocar-se em vantagem no marcador logo nos minutos iniciais. Pedro Gonçalves foi rasteirado na área do Paços de Ferreira e o árbitro assinalou grande penalidade de imediato. Chamado a converter, Fábio Martins não deu hipóteses ao guarda-redes Ricardo Ribeiro, que adivinhou o lado, esticou-se muito bem, mas não o suficiente para conseguir impedir o colocadíssimo remate do extremo famalicense.
O jogo ficou marcado, logo nos minutos iniciais, por várias interrupções da partida, para assistência a jogadores, como por exemplo Roderick que, aos 16 minutos, teve mesmo que ser substituído.
Além disso, também nas bancadas o jogo mostrava lances menos positivos, com a polícia a ter que intervir para refrear os ânimos entre os adeptos do Paços de Ferreira.
O que é certo é que até ao intervalo o resultado não voltou a sofrer qualquer alteração, como os famalicenses a manterem a magra vantagem, apesar de que após o golo sofrido os castores conseguiram equilibrar a partida, criando também algumas ocasiões para marcar, mas sem eficácia na concretização.
No segundo tempo, o líder isolado do campeonato mostrou toda a sua inteligência, começando por dar a iniciativa de jogo ao adversário, para logo procurar os contra-ataques rápidos, conseguindo aumentar a vantagem até aos 4-0. Aos 60 minutos, Guga, que tinha acabado de entrar, recebeu o passe de Fábio Martins e marcou o 2-0, vendo o homem que lhe passou a bola - e que viria a ser eleito como melhor do jogo - a aumentar para 3-0 aos 65 minutos, com um remate colocado. Aos 72 Pedro Gonçalves também fez o gosto ao pé e fixou o marcador nos 4-0.
Até ao final, a formação orientada por João Pedro Sousa tirou um pouco o pé do acelerador e o Paços de Ferreira, que nunca baixou os braços, nem deixou de acreditar e chegou mesmo a marcar, conseguindo reduzir para o que seria o 4-2 final. Tanque foi o autor da proeza dos castores, marcando aos 87 e 90+2 minutos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.