Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Lista A: Joaquim Barreto propõe renovação geracional sustentada
Póvoa de Lanhoso: Biblioteca com serviço online em Agosto

Lista A: Joaquim Barreto propõe renovação geracional sustentada

Festas de Nossa Senhora da Lapa vividas em formato digital

Lista A: Joaquim Barreto propõe renovação geracional sustentada

Braga

2020-07-16 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Joaquim Barreto lidera a Lista A à Federação Distrital do PS, cuja eleição decorre sábado. Recandidata-se por incentivo dos militantes com uma equipa que se propõe fazer uma transição geracional.

Os militantes do Partido Socialista (PS) elegem sábado os os novos órgãos distritais. Joaquim Barreto avança para nova candidatura à liderança da Federação Distrital de Braga, encabeçando a Lista A - ‘Partido em Acção, Distrito em Movimento!’.
Com larga experiência no cargo, Joaquim Barreto afirma que lidera uma candidatura “que faz a transição e renovação geracional sustentada do PS” no distrito de Braga.
Apresenta-se neste novo embate eleitoral interno não só “por vontade própria” e pela sua militância que sempre foi “muito activa”, mas também “para cumprir com a verdade”, com “a palavra e o compromisso” que assumiu em Agosto do ano passado numa reunião perante “vários camaradas, onde estavam, por exemplo Pedro Costa de amares, Nídio Silva de Vila Verde, o Frederico Castro da Póvoa de Lanhoso, o Luís Soares de Guimarães, e o Ricardo Costa, entre outros”, recorda em entrevista ao Correio Minho.
Barreto refere que foi esse grupo, constituído por cerca de 14 militantes que participam nessa reunião, que o desafiaram e incentivaram para que continuasse “à frente do Federação”. Avançou por isso e também pelo apoio que diz ter sentido por parte de dirigentes, militantes e autarcas socialistas de todo o distrito.
Não esconde que foi “com surpresa” que soube da candidatura liderada por Ricardo Costa, um dos que, segundo ele, o terá incentivado a avançar. “Foi surpresa não só para mim, mas para todas as pessoas que estavam na reunião. Eu na altura coloquei o lugar à disposição para que se encontrasse outra solução para a Federação que não passasse por mim, mas fui desafiado e incentivado a recandidatar-me”, diz. Sente que agiram nas suas costas, mas “as acções ficam com quem as pratica”.
Joaquim Barreto mostra-se confiante para estas eleições internas, até porque diz ter o “apoio claro e declarado” de 11 das 14 concelhias do distrito. “Além destas, temos também representação em todos os concelhos onde o presidente da Concelhia não nos manifestou o apoio”, garante Joaquim Barreto, apontando que a lista opositora, nas listas de candidatos a delegados, “não tem lista em Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Gerês, Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Esposende e Vizela. “A Lista B foca-se só em quase 50% das concelhias, enquanto nós temos uma representação uniforme e harmoniosa do distrito”, defende o candidato.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho