Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Loja Social de Esposende festejou 8.º aniversário
UMinho atribui Prémio de Mérito Científico a Patrícia Jerónimo

Loja Social de Esposende festejou 8.º aniversário

Braga é exemplo na captação de investimento

Loja Social de Esposende festejou 8.º aniversário

Cávado

2019-12-11 às 20h20

Redacção Redacção

Desde a sua criação e até junho passado, a Loja Social de Esposende contabiliza 11 655 doações, que se traduzem em mais de meio milhão de bens doados, tendo-se registado 1 401 253 atribuições/entregas. Houve 12 638 trocas, com o número de bens recebidos a superar o dos bens atribuídos, e efetivaram-se 339 parcerias. No que se refere a voluntariado, contabilizam-se 2 351 participações, totalizando 23 317 horas de trabalho voluntário, a que se juntam 33 prestadores de trabalho comunitário num total de 2 226 horas. Ao longo de oito anos, a Loja Social recebeu a visita de 13 025 pessoas e de 1315 entidades.

Com a mudança de instalações em perspetiva, a Loja Social de Esposende assinalou hoje o 8.º aniversário. Ao longo do dia, a Loja Social, sobre o mote Linhas de Partilha, apelou para a valorização da comunidade em ações a desenvolver localmente, e que têm nesta Plataforma Colaborativa um local comum de partilha. No período da tarde, os voluntários da loja participaram no Atelier Farrapos de Afetos pela Vintage For a Cause, sendo que o momento alto do dia foi a comemoração propriamente dita do aniversário, com o cantar dos parabéns e a partilha do bolo, momento que contou com a colaboração da Escola Profissional de Esposende. Surpresa foi o hino do voluntário, composto em homenagem a Otília Carvalho, voluntária da Loja Social, que faleceu no início do ano.

Na oportunidade, a Vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, que assume o Pelouro da Coesão Social, destacou a intervenção deste projeto, criado no âmbito da Rede Social do concelho de Esposende e que se distingue pelo trabalho em rede, na procura da melhoria das condições de vida dos mais desfavorecidos. Notou que a Loja Social privilegia a Economia Circular, “modelo que fomenta a partilha, a reutilização e a reciclagem dos bens, diminuindo o impacto ambiental e alargando o seu ciclo de vida”. Por outro lado, referiu que a mudança de instalações possibilitará o desenvolvimento de outras dinâmicas e projetos.

Sublinhando que, ao longo destes oito anos de existência, este projeto já possibilitou a ajuda concreta a 680 famílias, Alexandra Roeger agradeceu a solidariedade de todos e o trabalho desinteressado dos voluntários. Concluiu, referindo que “as distinções que têm sido atribuídas à Loja Social são o melhor reconhecimento do trabalho desenvolvido, mas são também uma responsabilização, porque a nossa tarefa estará incompleta enquanto houver um esposendense que revele carências”, sublinhando que “essa é a nossa responsabilidade cívica e comunitária”.

Desde a sua criação e até junho passado, a Loja Social de Esposende contabiliza 11 655 doações, que se traduzem em mais de meio milhão de bens doados, tendo-se registado 1 401 253 atribuições/entregas. Houve 12 638 trocas, com o número de bens recebidos a superar o dos bens atribuídos, e efetivaram-se 339 parcerias. No que se refere a voluntariado, contabilizam-se 2 351 participações, totalizando 23 317 horas de trabalho voluntário, a que se juntam 33 prestadores de trabalho comunitário num total de 2 226 horas. Ao longo de oito anos, a Loja Social recebeu a visita de 13 025 pessoas e de 1315 entidades.

Estes números atestam a forte dinâmica da Loja Social de Esposende, um projeto que se tem afirmado como uma iniciativa de elevado potencial de empreendedorismo social, promovendo respostas inovadoras e sustentáveis para a resolução de problemas importantes da comunidade. Esta rede de partilha permite não só apoiar as famílias com vulnerabilidades sociais, mas também aquelas que, com preocupações ambientais e económicas, acedem a este equipamento, através da doação e do processo da troca por troca, entregando os bens de que não têm necessidade por aqueles dos quais têm necessidade. No decorrer da intervenção, e com a integração de novas respostas, tem-se potenciado o envolvimento da sociedade civil na procura de instrumentos de melhoria do bem-estar social, contribuindo-se para o desenvolvimento de um espírito de solidariedade e responsabilidade social, que torna este equipamento mais próximo e útil aos seus utilizadores.

Reflexo desta dinâmica, a Loja Social tem alcançado o reconhecimento de várias instituições. Em 2014, foi distinguida como iniciativa IES+ (Iniciativa de Alto Potencial em Inovação e Empreendedorismo Social) no Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social (MIES) de Portugal; em janeiro de 2016 recebeu uma Menção Honrosa, na categoria Inovação e Sustentabilidade, pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES), no âmbito da 4.ª edição do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio; e em novembro de 2018, foi reconhecida pelo Prémio Portugal Inovador Social da Fundação Manuel António da Mota. Já este ano, em setembro, viu aprovada a candidatura ao instrumento de financiamento Capacitação para o Investimento Social do Portugal Inovação Social.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.