Correio do Minho

Braga,

Marcelo Goiano: "Sonho do clube e dos jogadores é conquistar o titulo"
António Variações deixa mensagem de resiliência

Marcelo Goiano: "Sonho do clube e dos jogadores é conquistar o titulo"

Dia de Santa Maria Madalena dá a conhecer a Casa das Convertidas

Desporto

2018-05-21 às 06h00

Joana Russo Belo

Marcelo Goiano faz balanço de uma época boa, que fechou com um sentimento amargo. Lateral aponta à conquista de títulos a curto prazo.

É o jogador com mais jogos do plantel do SC Braga e um dos capitães. Aos 30 anos, o lateral Marcelo Goiano é uma das peças-chave da equipa arsenalista e um verdadeiro Guerreiro do Minho em campo e de corpo e alma. Em jeito de balanço da temporada que agora terminou, o brasileiro não escondeu um sabor amargo por terem falhado o pódio e a conquista de uma das taças, olhando já para o futuro, que perspectiva risonho. No horizonte, há um sonho. Partilhado pelo presidente António Salvador, treinador Abel Ferreira e todos os atletas.
O sonho do clube e dos jogadores é conquistar o título nacional. Não posso garantir que será no próximo ano, ou daqui a dois anos, é sonho, portanto temos de trabalhar duro para conseguir concretizá-lo. Acredito que, aos poucos, as coisas vão acontecer naturalmente. Temos de colocar os pés no chão, trabalhar duro para que esse sonho se possa concretizar a breve prazo. Espero que não demore muito, revelou entre sorrisos, numa entrevista ao Correio do Minho de final de época.

Já quando foi oficializada a renovação - no passado mês de Abril, Marcelo Goiano renovou até final de 2020/21 - o lateral tinha deixado claro que foi a motivação de conquista que fez aceitar de imediato a proposta da SAD: todos os jogadores sonham em conquistar títulos e eu não sou diferente. Quando falei em conquista de títulos é um objectivo do clube, o clube tem de ganhar títulos e todos os jogadores sonham nisso.
Em termos de balanço de 2017/18, Goiano considera ter sido uma época positiva, sobretudo em termos de campeonato, muito bem conseguido. Estivemos até às últimas jornadas a lutar pelo segundo lugar, na última lutámos pelo terceiro e fica um pouco um gosto amargo pelas taças, porque sabíamos que podíamos chegar mais longe e, infelizmente, não conseguimos. Fica um sabor amargo, podíamos ter chegado a uma final e conquistado um título.
E o que terá falhado nesses momentos decisivos? Na Taça de Portugal, sabemos que são jogos de mata mata e com características em que não se pode errar. Contra o Rio Ave, não tivemos a felicidade da vitória, queríamos ter chegado à final. Na Taça da Liga, tínhamos o desejo de ganhar o título em nossa casa, para os nossos adeptos. No campeonato, era possível termos conquistado o terceiro lugar, mas as coisas acabaram por não dar certo, revelou o lateral brasileiro.

A boa época do SC Braga ficou patente nos vários recordes internos batidos pelos pupilos de Abel Ferreira, trabalho que Goiano destaca, tendo em conta as mudanças no plantel.
"Temos de perceber que foi uma equipa nova, saíram muitos jogadores de referência, como o Pedro Santos, Rui Fonte, Baiano, Alan e chegaram novos jogadores. Não é fácil montar uma equipa de um dia para o outro. Felizmente, as coisas foram acontecendo naturalmente e fizemos um belo ano. Todos os jogadores saíram valorizados, o clube, o futebol português saiu valorizado, porque a luta era entre os três grandes e com o SC Braga a lutar até ao fim pelo segundo e terceiro lugar acabou por beneficiar o futebol português e o SC Braga, sublinhou, lembrando que é com trabalho e o lema de sermos melhores a cada dia que as distâncias para os primeiros lugares se atenuam.
Apesar de ser um grupo jovem, o capitão considera que o mister soube levar os jogadores, que souberam também entender as escolhas do mister em determinado momento do ano. O grupo é fantástico e assim fica mais fácil trabalhar. Cada um que entra em campo dá o seu melhor, porque estão todos felizes, realçou, enaltecendo o trabalho de Abel Ferreira.
É um excelente treinador, tem um futuro enorme pela frente e como pessoa é um excelente ser humano. É muito bom trabalhar com ele, muito gratificante, aprendi bastante com ele espero ainda aprender mais.

"Momento-chave foi quando saímos da Liga Europa"

Olhando para a época que agora terminou, Marcelo Goiano recorda a goleada em Guimarães, em casa do eterno rival Vitória SC, como o ponto alto, enquanto o ponto negativo é a derrota em Setúbal, na primeira volta. Mas o momento que considera determinante foi em Fevereiro.
O momento-chave foi quando saímos da Liga Europa. Tivemos uma reunião interna e cobrámos uns dos outros. Foi aí que decidimos que tinha muito campeonato pela frente e que podíamos começar a conquistar algumas coisas que vinham pela frente. Sabíamos que havia algo bom para acontecer e foi aí que ficámos 12 jogos sem perder, a partir do jogo com o Marselha, depois seguiu-se o Vitória de Guimarães, umas goleadas, o que, para mim, foi marcante. Dizíamos entre nós que, a partir de cada vitória, a cobrança ia ser maior, mas soubemos lidar com isso. Ficámos sem perder 12 jogos e foi um marco, recordou.

Goiano é o jogador com mais jogos no plantel, motivo de satisfação extra: fico feliz, porque chegar a uma casa como o SC Braga e ter tantos jogos é uma alegria imensa, para mim e para a minha família. Não é fácil sair de onde sai e conseguir chegar onde cheguei. É muito gratificante, confessou.
Em Braga, Marcelo Goiano diz sentir-se em casa, por isso, o futuro passa pela cidade dos arcebispos. O meu filho nasceu cá em Braga, a minha esposa gosta muito da cidade, temos planos de viver aqui, sou muito feliz aqui e pretendo continuar a viver cá.

Destacando o grupo fantástico e jovem, Goiano gostava de ver o plantel manter-se, seria ideal, já nos conhecemos todos, o estilo de jogo e a forma de cada um se comportar dentro de campo.
Entre os companheiros de equipa, há um grande amigo: o Matheus, estamos juntos há quatro anos, no mesmo quarto no estágio, a mesma religião, é o meu melhor amigo aqui, estamos sempre juntos. Temos uma ligação forte.
De partida para o Brasil para férias, onde vai matar saudades da família e das pessoas que gostamos, Goiano diz ser uma pessoa mais sossegada, de família e que gosta de ficar em casa, passear e curtir o filho quando está fora dos relvados.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.