Correio do Minho

Braga,

- +
Maria José Fernandes: “o IPCA está a responder às necessidades da região”
Desequilíbrio entre géneros é “notório”

Maria José Fernandes: “o IPCA está a responder às necessidades da região”

Guimarães no centro da transformação digital com instalação de supercomputador

Maria José Fernandes: “o IPCA está a  responder às necessidades da região”

Ensino

2020-09-30 às 08h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Presidente do IPCA considera que os resultados do primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior demons-tram que “o IPCA está a responder às necessidades de formação superior da região”. Politécnico preencheu 99% das vagas.

“É, sobretudo, um sinal de que o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) está a desempenhar o seu papel e a responder às necessidades da região”. É desta forma que Maria José Fernandes analisa o facto de o politécnico ter preenchido 99% das vagas que disponibilizou na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior.
Das 715 vagas oferecidas, o IPCA ocupou 706 após a 1.ª fase do concurso nacional de acesso, o que representa um aumento de 70 alunos face ao ano passado.
Neste concurso nacional também ficou evidente a elevada procura pelos cursos do IPCA, que recebeu mais de 3810 candidaturas para as 715 vagas disponíveis.
Entre os novos caloiros, os alunos que vão fazer mestrado e os que vão frequentar cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP), “são 2000 os novos alunos do IPCA neste ano lectivo”, revela Maria José Fernandes, em declarações ao ‘Correio do Minho’, realçando que “num ano de pandemia é um número extraordinário”.
Maria José Fernandes realça também a elevada procura dos cursos em regime pós-laboral, que tiveram uma taxa de ocupação de 100% neste concurso nacional de acesso ao ensino superior.
A presidente considera que são indicadores que “reforçam a notoriedade e a marca de qualidade que o IPCA tem na sociedade bem como o seu papel na satisfação das necessidades de formação superior da região e do país”.
O IPCA vai continuar a apostar nos cursos pós-laborais, concretamente também em Braga, quando estiveram concluídas as obras no edifício que o politécnico ocupa nas imediações do Altice Forum Braga.
O IPCA também registou uma procura considerável nas candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP).
Na 1.ª fase de acesso aos CTeSP foram colocados 809 estudantes distribuídos pelos 24 cursos.
Restam pouco mais de 100 vagas para 23 CTeSP. As candidaturas para esta 2.ª fase estão a decorrer até 2 de Outubro.
A presidente do IPCA nota igualmente a elevada procura que também estes cursos profissionais registam.
Os CTeSP são cursos de formação superior, de curta duração (120 ECTS - quatro semestres) com carácter profissionalizante e com forte inserção regional. Permitem a continuação de estudos ao nível superior (dada a sua ligação/proximidade às licenciaturas) e confere um diploma de Técnico Superior Profissional.
Com mais 2000 alunos nas suas escolas e campi, o IPCA tem tudo preparado para que “tudo corra bem”, esperando-se que os ovos estudantes cumpram também o seu papel, ou seja que sejam responsáveis para que “tudo continue a correr bem como até agora”.
“O IPCA, através das suas escolas, centros de investigação e serviços, preparou-se para receber de volta os alunos”, refere Maria José Fernandes, realçando que foi feito um trabalho de criação de condições necessárias para reduzir os riscos de contágio da pandemia “e agora é fundamental que todos cumpram as normas e regras de segurança definidas quer pelas autoridade de saúde, quer pelo IPCA”.
As aulas para os 2.º e 3.º anos dos cursos já arrancaram na semana passada “e para já está tudo a decorrer com normalidade, com todos a ser muitos respeitosos e conscientes da situação que se vive”, nota Maria José Fernandes.
Também as aulas do 2.º ano dos cursos CTeSP já arrancaram, devendo as do 1º ano começar a 6 de Outubro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho