Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Maria José Fernandes: “Tivemos um ano de 2021 excepcional”
Município de Fafe celebra 42.º aniversário do SNS

Maria José Fernandes: “Tivemos um ano de 2021 excepcional”

Valença Aposta nas Vias Verdes e no Turismo de Natureza

Maria José Fernandes: “Tivemos um ano de 2021 excepcional”

Ensino

2021-05-03 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

A Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, Maria José Fernandes, destaca os resultados do ano de 2020, garantindo que “superaram o esperado” e realça que o actual ano lectivo 2020/21 está a ser “excepcional”.

“Tivemos um ano de 2021 excepcional, com aumento do número de estudantes e das actividades de investigação e com o reforço da qualidade dos serviços prestados aos estudantes”, garante Maria José Fernandes, presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), depois de o Conselho Geral ter aprovado o Relatório de Actividades e Contas de 2020, já homologado pelo Conselho de Curadores.
“É de referir o facto de o IPCA ter sido capaz de superar os constrangimentos provocados pela pandemia, indo mesmo mais além daquilo que tinham sido os objectivos definidos em termos de actividades de ensino, de investigação e de cooperação com a sociedade”, frisou a presidente da instituição.

Em 2020 o IPCA contou 5704 estudantes inscritos, nos cursos de Licenciatura (3055), Técnicos Superiores Profissionais (1387), Mestrado (1066), Pós-Graduação (147) e Unidades Curriculares Isoladas (49). Já ano lectivo 2020/21, o IPCA registou o ingresso de 2381 novos estudantes, o que representou, também, um crescimento em todos os níveis de formação e um recorde na história da instituição de ensino superior público, com 26 anos de existência.
“Estamos particularmente satisfeitos com o facto de, mais uma vez, a taxa de colocação no concurso nacional de acesso aos cursos de licenciatura ter-se aproximado dos 100 por cento, e nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais ter atingido os 90 por cento. São números que colocam o IPCA no topo das escolhas, em termos de ensino superior politécnico, o que nos deixa muito felizes”, destacou Maria José Fernandes.
O crescimento do IPCA aconteceu também ao nível das infraestruturas, destacando-se o novo Bar do Campus, em Barcelos, o arranque das obras de requalificação do Polo de Braga (sede da Escola Técnica Superior Profissional do IPCA) e a implementação de várias medidas e projectos com vista à protecção ambiental no campus.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho