Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Marta Paço ruma confiante ao Mundial de Para Surfing
Vizela entrega 5000 máscaras nas Juntas de Freguesia

Marta Paço ruma confiante ao Mundial de Para Surfing

Ana Costeira no Top 10 da competição internacional online Just Dance

Marta Paço ruma confiante ao Mundial de Para Surfing

Desporto

2020-03-08 às 20h22

Redacção Redacção

“Pretendo mostrar o quanto evoluí desde o último Mundial e também desde o Europeu e ainda provar que uma pessoa cega pode fazer muito mais que espumas”, diz.

Marta Paço, atleta do Surf Clube de Viana, é uma das grandes esperanças de Portugal para conquistar medalhas no AmpSurf ISA World Para Surfing Championship, que se realiza já entre 11 e 15 próximos, em La Jolla, na Califórnia.

“Pretendo mostrar o quanto evoluí desde o último Mundial e também desde o Europeu e ainda provar que uma pessoa cega pode fazer muito mais que espumas”, diz.

Considera que fisicamente está “num bom momento” e psicologicamente sente-se “confiante”.

“Fiz uma boa preparação para esta competição. Aumentei o número de treinos de água e as simulações de heats, que vão ajudar-me a ter uma maior noção do tempo e do que eu consigo fazer em 20 minutos”, explica Marta Paço.

Entende ser “justa” a separação que vai acontecer pela primeira vez num campeonato do mundo entre atletas com deficiência visual com cegueira total (PS-VI1) e atletas com deficiência visual com cegueira parcial (PS-VI2), pois “não se pode comparar uma pessoa que seja completamente cega com alguém que veja 60 ou 65%. A noção que se tem da onda é muito diferente, o que influencia claramente a execução da manobra.”

Para a divisão dos desportistas com deficiência visual nestas duas categorias, foi decisivo o facto do 1º Campeonato Europeu de Surf Adaptado, que se realizou o ano passado em Viana do Castelo, ter contado com classificadores seniores do International Paralympic Committee (IPC) e da International Blind Sports Association (IBSA), potenciando também a entrada do para surfing nos Jogos Paralímpicos.

No AmpSurf ISA World Para Surfing Championship 2020, é esperado um recorde a nível de participação: 140 dos melhores competidores de para surfing em representação de 24 países.

Esta jovem vianense acredita que a tendência será de, com o passar do tempo, o número de atletas continuar a aumentar, “sinal que cada vez mais pessoas com deficiência praticam desporto.”

Com um percurso ainda curto na modalidade e com apenas 15 anos de idade, Marta Paço é, atualmente, uma das grandes estrelas do para surfing europeu e mundial. “Pelo meu trajeto, agradeço ao Surf Clube de Viana e ao meu treinador, que estiveram sempre comigo desde o início", refere.

A Seleção Nacional de Para Surfing, que vai lutar pelas medalhas na Califórnia, é composta por Marta Paço, Nuno Vitorino e Camilo Abdula.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho