Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Micael Sequeira: “confiantes mas não em excesso”
Famalicão apoia famílias com redução excecional das tarifas de água, saneamento e resíduos

Micael Sequeira: “confiantes mas não em excesso”

Associações levam alegria à cidade de Barcelos

Micael Sequeira: “confiantes mas não em excesso”

Desporto

2020-01-25 às 06h00

Miguel Machado Miguel Machado

Micael Sequeira, treinador adjunto do SC Braga, partilha o favoritismo com o FC Porto para a final da Taça da Liga, que disputa-se esta noite, no Estádio Municipal, a partir das 19.45 horas. Ganhar troféu em casa será um sentimento especial, afirma.

Só focados em vencer e fazer a festa em casa, é desta forma que os jogadores do SC Braga vão abordar o duelo com o FC Porto da final da Taça da Liga de futebol. Para o treinador adjunto dos bracarenses, Micael Sequeira, não há favoritos.
O braço-direito de Rúben Amorim refere mesmo que a equipa do SC Braga está com os pés bem assentes no chão, preparada para um encontro complicado com os azuis e brancos, e considera que o facto dos Guerreiros terem ganho há poucos dias ao FC Porto, para o campeonato, não é factor de distracção nem tem qualquer influência para a final desta noite.

“Esse jogo não vai influenciar em nada. Se pensássemos assim era o princípio da derrota. À semelhança do jogo anterior com o Sporting, nunca iremos entrar favoritos, não temos essa mentalidade nem nos vamos colocar em bicos de pés. Podemos, sim, partilhar o favoritismo com o FC Porto, uma equipa fortíssima, com jogadores que podem decidir a qualquer momento e muito bem orientada”, disse Micael Sequeira, com toda a tranquilidade e honestidade.
Micael Sequeira afirmou ainda ontem na antevisão, onde substitui sempre Rúben Amorim, que o SC Braga vai para dentro de campo na máxima motivação.

“Preparámos muito bem o jogo e estamos confiantes, contando, obviamente, com um FC Porto fortíssimo”, frisou o treinador, acrescentando que a final ganha em 2013, também ao FC Porto, já faz parte do passado.
O presente é esta final e Micael Sequeira diz que poder ganhar o troféu em casa seria “especial.”
“Claro que existe um sentimento especial poder ganhar esta final em casa, mas vamos ser coerentes com a nossa filosofia de jogo e manter a nossa identidade. Queremos tomar a iniciativa do jogo e ir à procura do golo, como fizemos nos últimos jogos”, rematou.

SC Braga já pagou 80 mil euros de multas devido aos adeptos

A direcção do SC Braga recebeu mais uma multa do Conselho de Disciplina da FPF, desta vez, no valor de 1224 euros, a penalizar comportamento incorrecto do público na partida passada.
Esta multa penaliza o clube bracarense, segundo o relatório do jogo, devido a cânticos e frases consideradas insultuosas nomeadamente para com a Liga.
Conforme foi descrito no relatório de jogo, no relatório do delegado da FPF: “aos 30 e 74 minutos, os adeptos do SC Braga entoaram em conjunto e durante algum tempo, um cântico com os seguintes dizeres: A Liga é m... Horários indecentes. Violência da polícia. Querem matar o futebol”. Foi ainda apontado que “aos 77 minutos gritaram em uníssono, duas vezes, a seguinte frase: Liga é m...da”.
Segundo os relatórios de disciplina da Federação, o SC Braga, só nas competições nacionais, foi já multado, devido ao comportamento dos adeptos, num valor total de cerca de 80 mil euros, desde o início da época.

“Os nossos jogos são todos com pressão de ganhar”


Vencer a primeira Taça da Liga do palmarés do FC Porto, depois de três finais já perdidas, uma delas com o SC Braga em 2013, é com esse espírito de missão que os dragões vão entrar esta noite em campo, no Estádio Municipal de Braga, para fazer frente aos Guerreiros do Minho, garante o treinador portista. Sérgio Conceição salientou a vontade de toda a equipa conquistar o primeiro troféu da época.
“A vontade de ganhar todos os jogos é enorme. No que toca ao trabalho diário, a vontade dos jogadores é incrível. Para nós, todos os jogos são finais, quer nas taças, quer no campeonato, onde perdendo qualquer ponto fica difícil. Os jogos, para nós, são todos finais. Estamos habituados a este tipo de pressão, estamos num clube grande que vive de títulos”, afirmou o treinador do FC Porto na antevisão da partida desta noite, às 19.45 horas.

Fruto do duelo recente entre as duas equipas, na sexta-feira passada para o campeonato, em que o SC Braga foi ganhar ao Dragão por 2-1, é inevitável as comparações. O treinador dos dragões considera que os Guerreiros tiveram mais tranquilidade nessa partida, mas que nesta final, um jogo onde está em causa um troféu, tudo será diferente.
“Se calhar o Braga, perdendo aqui (para a Liga), não ia diferenciar muito o que é a sua posição na tabela. Vieram com responsabilidade, mas também alguma tranquilidade. Amanhã (hoje) será diferente. É um jogo de decisão, o chamado mata-mata. Em termos de pressão, penso que será um bocadinho diferente para o Braga. Já no FC Porto os jogos são todos com pressão de ganhar. Estamos habituados a este tipo de pressão. Faz parte do andamento normal de um clube grande que vive de títulos. Estamos completamente focados.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.