Correio do Minho

Braga,

- +
Mobilidade internacional é benéfica para alunos e investigadores da UMinho
Moutinho é Guerreiro por mais uma época

Mobilidade internacional é benéfica para alunos e investigadores da UMinho

AF Braga: A um pequeno passo da grande final!

Mobilidade internacional é benéfica  para alunos e investigadores da UMinho

Braga

2023-12-09 às 10h14

Miguel Viana Miguel Viana

Realização de contactos com estruturas e realidades de outros países foi salientada por alunos, investigadores e funcionários da Universidade do Minho. Experiências foram partilhadas no Fórum Sobre Mobilidade Global.

Citação

Os benefícios da mobilidade internacional foram destacados na quinta-feira, por alunos e investigadores da Universidade do Minho (UMInho) no Fórum sobre Mobilidade Global. O encontro teve como tema central as ‘International Experiences from the UMinho Community’ (experiências internacionais da comunidade da UMinho).
O objectivo foi avaliar qual a influência da mobilidade internacional junto da comunidade da UMinho.
“Este fórum pretende discutir o valor da mobilidade internacional sobre vários ângulos. Os impactos são valiosos e podem surgir inesperadamente. Este fórum serve, também, para dar a conhecer os diversos mecanismos de financiamento”, destacou a pró-reitora para os Projectos Científicos e Gestão da Investigação da UMinho, Sandra Paiva.

A vice-reitora para a Educação e Mobilidade Académica, Filomena Soares, realçou que a mobilidade internacional é uma constante entre alunos, professores e funcionários da UMinho. “Já temos uma longa história e encaramos esta sessão como uma partilha de quem já fez mobilidade. Isso é uma mais-valia para outros serem desafiados a fazer. Tráz uma riquiza pessoal e leva a universidade para fora de portas”, disse Filomena Soares.
O vice-reitor para a Investigação e Inovação, Eugénio Campos Ferreira, apontou que “o objectivo é inspirar e motivar alunos, docentes e funcionários para o intercâmbio internacional”.
Vários alunos, investigadores e funcionários tiveram oportunidade de partilhar experiências de intercâmbio feitas em países como Estados Unidos, Espanha, Inglaterra, Cuba, Moçambique, Cabo Verde, Tunísia, S. Tomé e Príncipe, Angola, Japão, China , Nova Zelândia, Suiça e Bélgica.

Uma mesa redonda sobre perspectivas de liderança na mobilidade global, permitiu a vários especialistas e empresários partilharem as respectivas experiências. Entre os participantes esteve António Carlos Rodrigues, CEO do Grupo Casais.
O debate foi moderado pela eurodeputada Isabel Estrada Carvalhais, que desatacou a importância do programa Erasmus Plus.
“No quadro de financiamento 2021-2027, o Orçamento para o Erasmus cresceu cerca de 56 por cento. Passou para perto de 27 mil milhões de euros. Há um reconhecimento por parte da União Europeia da importância deste programa para a mobilidade e contacto intercultural de alunos e docentes. A ideia de identidade europeia necessita do contacto com os outros”, disse a eurodeputada.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho