Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Mário Passos: “Serei um guardião dos que mais precisam”
SC Braga dá últimos afinamentos com o paços de ferreira antes da Supertaça

Mário Passos: “Serei um guardião dos que mais precisam”

Ler aumenta o nível de felicidade das pessoas

Mário Passos: “Serei um guardião dos que mais precisam”

Vale do Ave

2021-06-14 às 08h03

Redacção Redacção

Mário Passos apresentou ontem a sua candidatura e destacam-se duas linhas orientadoras:?fazer uma transição tranquila do legado de Paulo Cunha e há uma agenda própria e ambiciosa. Candidatura a Cidade Europeia do Desporto é um dos motes.

Mário Passos não é um desconhecido dos famalicenses. Nem o seu trabalho na vereação do município. Longe disso. E viu ainda reforçado o apoio à sua candidatura à autarquia, com a presença de Paulo Cunha a seu lado. Prova suficiente para garantir que a passagem de testemunho será tranquila e com o sentido de manter “a excelência”. Certo é que, no seu discurso de apresentação, percebeu-se que já há uma agenda própria, uma linha de pensamento pessoal e alguns projectos em mente. Desde logo a apresentação de uma candidatura a Capital Europeia do Desporto. “Não tenham dúvidas que, juntos, faremos mais por Famalicão!”, foi uma das frases da noite de Mário Passos.
“Queremos Famalicão como um concelho educativo na verdadeira acepção da palavra. Queremos evoluir para novos patamares nas mais variadas áreas”, destacou o cabeça-de-lista da ‘Mais Acção, Mais Famalicão’.

Traçou uma agenda baseada em alguns pilares:?ecologia, qualificação, integração, dinamismo, participação. Neste capítulo assumiu que é “um adepto intransigente e apaixonado pela política de proximidade, da democracia participativa e do diálogo estruturado”. “Saberei interpretar o sentimento dos famalicenses”, destacou, perante a feliz coincidência de se apresentar no dia do Feriado Municipal, dia de Santo António... “dia de Famalicão”, com classificou.
“Tenho e terei uma preocupação especial para com todos, em particular com aqueles que, em cada momento, necessitam de uma ajuda extraordinária. Não permitirei que se deixe alguém para trás por falta de apoio e de condições”, concluiu.

“Paulo Cunha foi seguramente um dos melhores do país”

Paulo Cunha no papel de figura principal nos agradecimentos, mas também Nuno Melo e umas palavras para quem iniciou a caminhada em 2002, Armindo Costa. Contudo as primeiras palavras da noite foram mesmo dirigidas ao ainda presidente do município. “Um homem que está na política para servir a comunidade, como muito bem tem demonstrado à frente da Câmara Municipal. Um homem que dedicou todo o seu talento, que não é pequeno, ao serviço da causa pública e que catapultou o nosso concelho para uma dimensão nacional e até mesmo internacional que é digna de registo, de admiração e respeito. O?Paulo Cunha foi seguramente um dos melhores presidentes de Câmara do país”, referiu Mário Passos.
O candidato mostrou-se amplamente satisfeito por contar com uma unidade à sua volta, desde antigos autarcas, actuais e por diversos agentes das instituições e associações famalicenses. “Por isso, afirmo que o futuro é Famalicão!” disparou confiante.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho