Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Município de Amares aceita gerir Espaço do Cidadão
Presépio Vivo de Priscos adiado para 2021

Município de Amares aceita gerir Espaço do Cidadão

Ricardo Rio participou em conferência internacional sobre talento e liderança

Município de Amares aceita gerir Espaço do Cidadão

Cávado

2020-09-18 às 10h14

Redacção Redacção

Executivo municipal aceitou a transferência de competências do Governo para gerir o espaço, para poder adoptar “soluções próximas da população”.

O executivo municipal aceitou, na última reunião de câmara, aceitar por unanimidade a transferência de competências referentes à gestão do Espaço do Cidadão, integrado na Loja do Cidadão de Amares.
O objectivo é poder adoptar “soluções mais próximas das populações”, lê-se num comunicado municipal. “Este é um serviço muito importante para a nossa população. Desde 2013, a Loja do Cidadão de Amares atendeu mais 170 mil pessoas e é uma referência na qualidade do atendimento. Segundo as informações que nos foram facultadas pela própria AMA os atendimentos referem-se a pessoas de Amares mas também a população dos concelhos vizinhos que nos procuram.

O envelope financeiro e as condições da aceitação desta competência são claras e estão reunidas todas as condições para darmos continuidade à excelência deste serviço”, referiu, Manuel Moreira, presidente da Câmara Municipal de Amares.
O acordo assinado entre a Agência para a Modernização da Administração Pública (AMAP) e a Câmara Municipal de Amares prevê que a gestão e a coordenação do espaço possam ser da responsabilidade da autarquia, sem prejuízo das directrizes da AMAP enquanto Entidade Gestora da Rede das Lojas de Cidadão.

Cabe ao município designar un responsável pela gestão da loja, que assegura a articulação com os responsáveis pelos postos de atendimento de cada uma das entidades presentes na loja em todas as matérias relacionadas com a gestão operacional, coordenação e supervisão do espaço ocupado.
A Loja do Cidadão concentra vários serviços da administração central e local.
A decisão do executivo vai ser votada pela Assembleia Municipal.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho