Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro
Esposende: Projeto Rumo ao Sucesso sensibiliza alunos para uso da máscara

Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro

Barcelos desconfina em segurança

Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro

Braga

2021-05-04 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

A partir de quinta-feira, vai estar patente ao público a exposição Mario Louro Art Works 2020/21. Mostra reflecte o primeiro ano de trabalho do artista bracarense. Pinturas contemporâneas têm a profundidade do pensamento infantil.

Singular e inovadora. Num ambiente carregado de história, o Museu dos Biscainhos vai acolher a exposição de Mario Louro Art Works 2020/21, uma mostra que marca e reflecte o primeiro ano de trabalho do artista bracarense e propõe um percurso itinerante onde as pinturas contemporâneas estão enquadradas por justaposição nos espaços do Palácio Barroco do século XVII.
Trata-se da primeira exibição física de, praticamente, todos os trabalhos de pintura acrílica sobre tela ou papel, executados entre Março 2020 e Março de 2021, do artista emergente, que iniciou o percurso artístico há um ano, em plena pandemia.
História, cor, abstracção, figuração, cenários, contraste, confrontação, polémica, controvérsia, mistura, sintonia e dissonân- cia são sinónimos de uma exibição que pretende enaltecer o mu-seu e as pinturas contemporâneas expostas, que se tornam “autónomas e integram-se nos vários espaços da antiga habitação por contraposição estética, reforçando o carácter patrimonial e histórico do local”, realça.
“As minhas pinturas têm a profundidade do pensamento infantil, dos caracteres, símbolos, cores e imagens que todos podem entender, num ambiente de positividade, contentamento e humor e no contexto de um mundo de extrema superficialidade. As figuras apresentadas são uma criação pessoal, com um sentido genuíno e original, que reflectem o dilema abstrato/real ou surreal”, explica Mario Louro.
Autodidacta, com formação de desenho no âmbito do curso de arquitectura, Mario Louro diz ser “um observador assíduo de arte contemporânea” e apresenta como trunfos “a experiência acumulada na escola da vida”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho