Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Noite deu mais cor à Corrida de São João
Empresas impedidas de aferir tacógrafos obrigam clientes a ir a Espanha

Noite deu mais cor à Corrida de São João

Vila Verde investe mais de 3 milhões na requalificação de vias de comunicação 

Desporto

2019-06-23 às 06h00

Carlos Costinha Sousa

Não havia dúvidas de que a mudança da Corrida de S. João para a noite permitia uma maior participação e daria um colorido bem diferente à prova.

Não havia dúvidas de que a mudança da Corrida de S. João para a noite permitia uma maior participação e daria um colorido bem diferente à prova. E foi o que aconteceu, ontem, quando cerca de 2300 participantes se juntaram para atravessar algumas das principais artérias de Braga e das ruas mais históricas e emblemáticas da augusta cidade, a passo ou em corrida, levando a animação aos muitos espectadores que se juntaram em todas as ruas para verem e apoiarem os atletas.

Numa prova que contava com duas vertentes - corrida e caminhada - a parte mais competitiva contava com um percurso de 12 quilómetros, que viu José Moreira e Susana Godinho, atletas que representam as cores do Sporting, a conseguirem completar a corrida na frente dos seus adversários, conquistando, pela primeira vez, o topo do pódio desta já tradicional corrida que está inserida no programa das festas de São João de Braga.
E o Sporting esteve mesmo em maioria na luta pelas medalhas, isto porque na competição masculina, os três lugares do pódio foram ocupados por atletas dos leões: José Moreira com 37.06 minutos, seguido de Rui Pedro Silva, com 37,09, e Hélder Santos, com o tempo final de 37.32 minutos.

Já na prova feminina o domínio do Sporting também aconteceu, mas apenas pela vitória de Susana Godinho, com o tempo final de 41.26 minutos. No segundo lugar terminou Mónica Silva, atleta que representa a Prozis, com 42.08, ficando o pódio completo com uma atleta da casa, Vanessa Carvalho, do SC Braga, com o tempo de 42.31 minutos.
Eram vários os nomes sonantes do atletismo nacional presentes na prova e estes consagraram-se como sendo os mais fortes nesta competição que encheu de luz e de cor as ruas da cidade, situação louvada pelos próprios atletas, que agradeceram todo o apoio dos milhares de bracarenses, e não só, que ao longo de todo o percurso não pararam de ‘puxar’ pelos que se esforçavam e levavam, desta forma, um grande incentivo para redobrarem os esforços e lutarem pelo triunfo final.
E a mudança do dia para a noite confirmou-se mesmo como sendo uma boa aposta, não só pela participação massiva, mas também pelo ambiente criado.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.