Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Nova aplicação abre janela para cidade inteligente
Escola Superior de Enfermagem da UMinho celebra 108 anos

Nova aplicação abre janela para cidade inteligente

Surto em lar afecta infecta 53 utentes e 11 funcionário

Nova aplicação abre janela para  cidade inteligente

Economia

2020-09-23 às 10h14

Redacção Redacção

Projecto desenvolvido em parceria com a zetgallery e a mosaic, do grupo DST, foi apresentado em Estarreja.

Acaba de ser lançada a aplicação ‘Sentir Estarreja’, é um projecto do município local, desenvolvido pela ‘unloop’, em parceria com a zetgallery, de acordo com o conceito de smartcities da marca mosaic do grupo DST.
A sessão de apresentação da aplicação ‘Sentir Estarreja’ marca o arranque da transformação digital que agora se inicia e que tem como ambição colocar o município “na linha da frente, criar as melhores condições para quem nos visita e para quem aqui vive”, sublinhou Diamantino Sabina, presidente da Câmara Municipal de Estarreja.
A nova ferramenta “é um sinal claro da aposta do município numa estratégia de inovação e de transformação do território para o conceito de ‘Smart City’, tendo presente o cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas”, destaca, explicando ainda que “olhamos para este projceto como um processo de transformação que tem sempre o foco nas pessoas, na sua qualidade de vida e no seu bem-estar”.

De acordo com Raul Bordalo Junqueiro, Head Of Smart Cities and Business Development, da Mosaic, o projecto “vai reforçar a presença de Estarreja no mapeamento digital com um conjunto de outros impactos muito interessantes que vão ajudar os negócios locais, a zona empresarial, as suas gentes, a sua cultura e o seu património”.
Para além da interactividade que proporciona ao utilizador, esta plataforma constituirá uma nova oportunidade para que os decisores possam ficar a “conhecer melhor o seu território”. É o lado da inteligência urbana a funcionar e que será o futuro desta ferramenta.

Implica agregar e interpretar os diferentes fluxos de pessoas no território e a forma como se movimentam e interagem com o património, equipamentos ou serviços, gerando uma fonte im- portantíssima de informação. Essa informação é conhecimento e esse conhecimento é um verdadeiro serviço público de informação, que servirá de apoio ao turismo local, restauração e alojamento, podendo mesmo inferir-se sobre a adequação dos equipamentos e serviços públicos.
Por via da tecnologia, “à medida que vamos sensorizando as coisas, os equipamentos, os edifícios, as indústrias, a natureza, a biodiversidade, vamos obtendo mais dados, cada vez mais dados”, assinalou Raul Bordalo Junqueiro. A sua interpretação dará pistas para futuras decisões sobre serviços a melhorar ou novos serviços a criar para a cidade.

“A forma como se pensam as cidades inteligentes é um caminho para a eficiência e para a eficácia, dois grandes racionais que esta temática traz consigo”, acrescentou o responsável da mosaic.
A ‘app’ visa proporcionar a interacção com o património e o território, com recurso às novas tecnologias. Nesta fase de arranque, disponibiliza dois roteiros dedicados ao circuito de arte urbana ESTAU e ao projecto ambiental BioRia, permitindo explorar o território de forma simples, interactiva e intuitiva, com acesso a imagem e texto, em diferentes línguas”, conclui o edil.
As próximas fases de desenvolvimento passam por acesso a conteúdos de vídeo e traçar novos caminhos, em formato de realidade aumentada e recurso a áudio-guia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho