Correio do Minho

Braga,

- +
Nova residência autónoma recebe cinco utentes em Maio
Onze metros para se quebrar jejum

Nova residência autónoma recebe cinco utentes em Maio

Abel Ruiz renasce no fim e Novais espreita a época mais produtiva

Nova residência autónoma recebe cinco utentes em Maio

Braga

2021-04-14 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Em Dezembro, um casal ofereceu um donativo à CERCI Braga para adquirir um imóvel. Financiada pelo prémio ‘La Caixa’ Capacitar 2020, a instituição abre agora a segunda residência autónoma.

Na primeira semana de Maio, a CERCI Braga abre a segunda residência autónoma, que vai receber mais cinco utentes. Um casal ofereceu, por altura do Natal, um donativo para adquirir um imóvel e com o financiamento dos Prémios BPI ‘La Caixa’ Capacitar 2020 - BPI Solidariedade, a CERCI Braga cumpre assim mais um objectivo assumido para o 10.º aniversário que está a celebrar.
Depois de já ter uma residência autónoma a funcionar desde o ano passado, a CERCI Braga está a preparar a abertura da segunda residência autónoma para mais cinco utentes. Os inscritos são muitos, mas nesta fase, a instituição está a dar prioridade a utentes do concelho de Braga. “Temos recebido pedidos de fora do concelho, mas estamos a priorizar os do nosso concelho”, justificou a presidente da instituição, Vera Vaz.
Tratam-se de jovens e adultos autónomos, mas que “precisam sempre de retaguarda, desde a gestão do dinheiro até, muitas vezes, à questão da higiene pessoal”, referiu a presidente da instituição, mostrando-se “feliz” por a CERCI Braga estar a dar resposta social a mais cinco utentes.
“Estamos a finalizar a montagem e decoração do apartamento que vai acolher os cinco novos utentes, sendo que desta vez temos uma mulher”, contou Vera Vaz, referindo que o trabalho que é feito junto dos utentes é no sentido de “melhorar as competências”.
Para além do donativo para a aquisição do imóvel, a CERCI Braga conta com o financiamento dos Prémios BPI ‘La Caixa’ Capacitar 2020 - BPI Solidariedade. Entretanto, a Câmara Municipal de Braga vai apoiar também as duas residências autónomas com uma verba de cerca de 40 mil euros. “Tudo isto acaba por ser uma grande ajuda, porque as residências exigem um investimento muito grande para se conseguir ter as casas devidamente apetrechadas”, justificou.
A instituição está a fazer uma “derradeira tentativa” para conseguir encontrar um voluntário para integrar este projecto. “Por norma, recebemos muitos voluntários, inclusive estrangeiros, e facilmente conseguiríamos assegurar esta parte do projecto. A situação pandémica não tem ajudado e até os programas transnacionais estão todos parados”, lamentou.
Vera Vaz deixou assim o apelo com o objectivo de cumprir a génese do projecto e promover a inclusão social e a partilha. “A nossa intenção é chamar um ou dois jovens estudantes e em troca de alojamento gratuito os voluntários farão alguma vigilância à noite e vão partilhar algumas actividades e momentos de convívio em casa e fora de casa”, explicou a presidente, garantindo que os utentes continuarão a ter os monitores a acompanhar todo o processo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho