Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Novas acções culturais conjuntas no Minho transfronteiriço
Alameda Maria da Fonte e Rua das Verdosas ganham mais estacionamento

Novas acções culturais conjuntas no Minho transfronteiriço

Programa ´Descentrar´ promove património cultural de Braga

Novas acções culturais conjuntas no Minho transfronteiriço

Alto Minho

2021-05-09 às 13h00

Redacção Redacção

Segunda edição do Culturminho, que decorre até ao final do mês, tem como objectivo criar vários grupos de trabalho que reflitam sobre as sinergias que se podem criar entre as duas margens do rio.

Arrancou esta sexta-feira a segunda edição do Fórum Cultural do Rio Minho Transfronteiriço - Culturminho - iniciativa promovida pelo AECT Rio Minho, em parceria com a CIM Alto Minho e a Deputación de Pontevedra com o objectivo de criar projectos e iniciativas culturais conjuntas no território minhoto.
A decorrer até ao final do mês, a iniciativa integra o projecto Smart-Miño, co-financiado pelo Programa Interreg.
Agentes culturais do território galego e português, em colaboração com os pelouros da cultura das câmaras municipais da raia, reuniram-se para realizar um brainstorming sobre eventos transfronteiriços que atraiam um público comum. Este exercício de cooperação surge da continuação do trabalho de análise da situação cultural no território do Rio Minho, desenvolvido em Outubro de 2020 pela Deputación de Pontevedra.
A intenção, neste segundo fórum é criar vários grupos de trabalho presenciais e virtuais, com a orientação de especialistas, que reflitam colectivamente sobre as sinergias que podem criar entre ambas margens do rio Minho. Ambiciona-se aproveitar a indústria cultural para fomentar a criatividade e mobilizar a economia aproveitando os equipamentos e actividades já existentes nos dois lados da fronteira.
As jornadas de trabalho vão-se repartir por quatro sessões às sextas-feiras do mês de Maio, alternando entre os concelhos de Paredes de Coura e O Rosal. As sessões da passada sexta-feira sexta-feira e a do dia 14 terão como tema de trabalho ‘Design Thinking aplicado à criação de projectos culturais no Rio Minho Transfronteiriço’; a 21 de Maio (em Paredes de Coura), a sessão explorará os temas ‘Estruturação dos projectos para financiamentos: aspectos críticos no seu desenvolvimento e gestão’ e ‘Orçamentação, financiamento e comunicação’. Para finalizar, no dia 28 realizar-se-á uma análise crítica aos projectos desenvolvidos e abordar-se-á as ‘redes internacionais: criação e gestão de redes e projectos europeus’.
Para encerrar o II Culturminho, no dia 18 de Junho, terá lugar a apresentação dos projectos desenhados pelos agentes culturais no Centro Social Polivalente de O Rosal, onde será analisada a possibilidade de financiamento por fundos europeus.
O AECT Rio Minho salienta a importância de candidatar a todos os fundos europeus disponíveis no sentido de angariar fundos da EU através dos programas ‘Europa Criativa’ e ‘Europa para os Cidadãos’, para além dos já angariados através do programa Interreg e os que podem vir com o Plano de Recuperação Económica, destacando a cultura como parte importante para a reactivação económica do território num momento em que a zona transfronteiriça sofreu o dobro do impacto, devido ao encerramento das fronteiras.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho