Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Nuno Gomes: “Que as pessoas sejam conscientes”
Município de Braga em ‘acção’ europeia pelo clima

Nuno Gomes: “Que as pessoas sejam conscientes”

Estudo da UMinho aponta desequilíbrios da valorização florestal em Portugal

Nuno Gomes: “Que as pessoas sejam conscientes”

Desporto

2020-04-05 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Nuno Gomes, ex-jogador do SC Braga e hoje embaixador da Liga, conta como tem passado os dias neste tempo de isolamento e faz vários apelos para que todos sigam à risca as indicações das autoridades. Apesar de apreensivo, mostra calmo e confiança.

Tem uma carreira que fala por si dentro das quatro linhas. Inclusive, passou pelo SC Braga na época 2011/12 (marcou seis golos em 29 jogos) e, agora, é mais uma vez que se junta na consciencialização para a importância dos cuidados a tomar na luta pela travagem dos estragos (humanos e materiais) provocados pela pandemia Covid-19. O agora embaixador da Liga Portugal, que também jogou no Boavista, no Benfica, na Fiorentina e no Blackburn, assume “alguma preocupação” pela situação actual, ainda que garanta estar “calmo e confiante que todos juntos vamos ultrapassar esta situação”.

“Estou a seguir à risca as medidas aconselhadas pelas autoridades. Encontro-me em isolamento social e a cumprir com todas as indicações. Estou em casa e ninguém entra e ninguém sai daqui, a não ser para o estritamente necessário”, disse, ao mesmo tempo em que enumera as actividades com que ocupa os dias.
“Tenho feito várias coisas. Ajudo o meu filho nas tarefas escolares, participo em algumas reuniões por videoconferência, faço sessões de Netflix, oiço música, faço exercício físico, jogo futebol com o meu filho, falo com a família e amigos ao telefone e ajudo nas tarefas domésticas”, explicou, sem deixar de direccionar um apelo à sociedade para que seja consciente.

“Apelo às pessoas que cumpram todas as medidas preventivas, que fiquem em casa e que confiem em quem está na linha da frente no combate deste vírus. Sei que muitas pessoas não têm o privilégio de poder ficar em casa, para que o país não pare completamente, e aproveito para lhes agradecer”, concluiu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho