Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe
Fiscalização Municipal vai punir quem tiver esplanadas ilegais em Caminha

Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe

Praça da Cidadania homenageia todos os famalicenses

Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe

Ensino

2020-01-18 às 11h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Visita à freguesia de Ruílhe, realizada ontem de manhã, começou na EB1. A comitiva da câmara municipal verificou as obras, superiores a 78 mil euros, ali realizadas.

A Câmara Municipal de Braga “cumpriu” com as obras de melhoria da EB1 de Ruílhe e os alunos agradeceram a intervenção, prometendo também fazer a parte deles: estudar. As obras, um investimento de 78 mil euros (+ IVA), realizaram-se no Verão passado, faltando ainda fazer a requalificação das casas de banho. “Nós fizemos a nossa parte, fizemos as obras de melhoria para termos uma escola mais aprazível e segura, agora vocês têm que fazer a vossa parte e continuarem a ser alunos de excelência”, desafiou, entretanto, o presidente da autarquia bracarense, Ricardo Rio, que ali começou a visita à freguesia, que se realizou durante a manhã de ontem.
As intervenções na escola, que conta com 59 alunos, foram efectuadas no recreio exterior, que estava muito deteriorado, na copa, no polivalente, tendo sido ainda pintado o interior e exterior do edifício. Faltam agora realizar as intervenções nas casas de banho que, segundo a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, “vão avançar ainda este ano lectivo ou eventualmente nas férias de Verão para não interferir com o período de aulas”.
Com o poema ‘Aprender a Estudar’ de Ary dos Santos e os cantares de reis, os mais novos da escola receberam a comitiva municipal, liderada pelo presidente da Câmara Municipal de Braga.
A coordenadora do estabelecimento de ensino, Manuela Noversa, mostrou-se “orgulhosa” pela “escola de excelência” que lidera, onde muitos dos alunos estão no quadro de excelência.
“Temos uma escola muito bonita e isso deve-se às parcerias que temos com o Agrupamento de Escolas Trigal Santa Maria, a Junta de Freguesia de Ruílhe, a Associação de Pais da EB1 de Ruílhe e a Câmara Municipal de Braga. Sem vocês não conseguíamos fazer o trabalho que fazemos com as nossas crianças”, agradeceu a coordenadora, visivelmente “feliz” e “orgulhosa” da escola pública.
Actualmente com 12 crianças do Centro Social Padre David Oliveira Martins integradas na escola, a coordenadora, também professora de Educação Especial, mostrou-se envaidecida ainda pela “forma inclusiva e integradora” que todas as crianças são recebidas na escola.
A comitiva da Câmara Municipal de Braga visitou, de seguida, o colégio Alfacoop, onde visitou parte das instalações. O agora colégio privado conta com 888 alunos do pré-escolar até ao secundário, incluindo o ensino profissional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho