Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe
Quatro Guerreiras chamadas à selecção para a Algarve Cup

Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe

Tinham o pássaro na mão e ele fugiu...

Obras melhoram condições da EB1 de Ruílhe

Ensino

2020-01-18 às 11h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Visita à freguesia de Ruílhe, realizada ontem de manhã, começou na EB1. A comitiva da câmara municipal verificou as obras, superiores a 78 mil euros, ali realizadas.

A Câmara Municipal de Braga “cumpriu” com as obras de melhoria da EB1 de Ruílhe e os alunos agradeceram a intervenção, prometendo também fazer a parte deles: estudar. As obras, um investimento de 78 mil euros (+ IVA), realizaram-se no Verão passado, faltando ainda fazer a requalificação das casas de banho. “Nós fizemos a nossa parte, fizemos as obras de melhoria para termos uma escola mais aprazível e segura, agora vocês têm que fazer a vossa parte e continuarem a ser alunos de excelência”, desafiou, entretanto, o presidente da autarquia bracarense, Ricardo Rio, que ali começou a visita à freguesia, que se realizou durante a manhã de ontem.
As intervenções na escola, que conta com 59 alunos, foram efectuadas no recreio exterior, que estava muito deteriorado, na copa, no polivalente, tendo sido ainda pintado o interior e exterior do edifício. Faltam agora realizar as intervenções nas casas de banho que, segundo a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, “vão avançar ainda este ano lectivo ou eventualmente nas férias de Verão para não interferir com o período de aulas”.
Com o poema ‘Aprender a Estudar’ de Ary dos Santos e os cantares de reis, os mais novos da escola receberam a comitiva municipal, liderada pelo presidente da Câmara Municipal de Braga.
A coordenadora do estabelecimento de ensino, Manuela Noversa, mostrou-se “orgulhosa” pela “escola de excelência” que lidera, onde muitos dos alunos estão no quadro de excelência.
“Temos uma escola muito bonita e isso deve-se às parcerias que temos com o Agrupamento de Escolas Trigal Santa Maria, a Junta de Freguesia de Ruílhe, a Associação de Pais da EB1 de Ruílhe e a Câmara Municipal de Braga. Sem vocês não conseguíamos fazer o trabalho que fazemos com as nossas crianças”, agradeceu a coordenadora, visivelmente “feliz” e “orgulhosa” da escola pública.
Actualmente com 12 crianças do Centro Social Padre David Oliveira Martins integradas na escola, a coordenadora, também professora de Educação Especial, mostrou-se envaidecida ainda pela “forma inclusiva e integradora” que todas as crianças são recebidas na escola.
A comitiva da Câmara Municipal de Braga visitou, de seguida, o colégio Alfacoop, onde visitou parte das instalações. O agora colégio privado conta com 888 alunos do pré-escolar até ao secundário, incluindo o ensino profissional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.