Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Olhar positivo sobre a deficiência
Médico António Gandra d’Almeida é o novo director executivo do SNS

Olhar positivo sobre a deficiência

Quatro pessoas detidas por tráfico de droga

Olhar positivo sobre a deficiência

Desporto

2010-06-30 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Foi criada em Janeiro de 2009 e é já uma referência na modalidade de boccia. A secção de desporto adaptado do Sporting Clube de Braga pretende transmitir uma mensagem positiva sobre a deficiência, através de atletas de alta competição que se assumem como verdadeiros exemplos de vida para toda a sociedade.

Citação

“O desporto tem o mérito de dar visibilidade às capacidades dos indivíduos e não às suas dificuldades, pois ninguém pratica uma actividade desportiva e recreativa em que não tenha oportunidade de colocar em evidência as suas capacidades”.

É um olhar positivo sobre a deficiência. Competente. Competitivo. E, acima de tudo, um olhar de esperança para os cidadãos com deficiência. Numa mensagem de verdadeiros exemplos de vida para a sociedade.

Fundada em Janeiro de 2009, a secção de desporto adaptado do Sporting Clube de Braga nasceu para dar oportunidade desportiva de qualidade a cidadãos com deficiência no distrito, garantindo a prática competitiva de alta competição a atletas com paralisia cerebral. A missão é transmitir a imagem positiva que os atletas passam da pessoa com deficiência. E quebrar barreiras.

“É um saldo muito positivo apesar de ser uma secção recente e das dificuldades não terem sido superadas. O que mais destaco é termos conseguido criar a secção, somos dos poucos casos no país de um clube desportivo que tem uma secção de boccia. Também o facto de, apesar das condições ainda não serem as que pretendemos, temos atletas de referência, que permitiram obter resultados de excelência. E o que estes atletas de referência significam para as pessoas com deficiência. Podem dar a imagem de que a pessoa com deficiência é capaz, tem um lugar na sociedade e gosta de fazer desporto como qualquer pessoa. Sobretudo, a imagem positiva que estes atletas dão da pessoa com deficiência”, frisou Luís Marta.

O coordenador da secção de boccia lembra que o desafio “passa por ter uma resposta normalizada” para estes atletas, por forma a que seja possível olhar para eles “como atletas e não como pessoas com deficiência que fazem desporto”.
“O nosso desafio é esse. Que a sociedade olhe para eles como verdadeiros atletas”, frisou.

E as conquistas falam por si. Mário Peixoto, Luís Silva e José Carlos Macedo sagraram-se campeões da europa em 2009, título ao qual se juntaram diversas medalhas nos campeonatos de Portugal em pares e individuais. Esta época, José Carlos Macedo conquistou duas medalhas de prata para Portugal no campeonato de mundo de Boccia, no início do mês de Junho, sagrando-se bi vice-campeão mundial, sendo o atleta português em maior evidência na modalidade. No último fim-de-semana, o Sp. Braga renovou o título de campeão de Portugal em pares, juntamente com oito medalhas.

Troféus que permitem também abrir mentalidades e mostram ser possível somar vitórias com mobilidade reduzida: “não há lugar melhor do que exprimir as qualidades de alguém do que re-presentar um clube, representa muito para estes atletas em termos de imagem social. Normalmente as pessoas com deficiência estão destinadas às instituições. Mas os nossos atletas são verdadeiros atletas e o facto de fazerem desporto num clube como o Sp. Braga tem uma força muito grande e um reflexo social enorme”, sublinha Luís Marta.
Uma conquista e felicidade visível em cada olhar e sorriso dos atletas campeões.

“Sinto-me um atleta a cem por cento”

“Amar não significa tornar o outro adaptado ou semelhante a nós. Amar significa libertá-lo, deixá-lo livre, deixá-lo viver”.

“Sinto-me um atleta a cem por cento”. As palavras de Mário Peixoto traduzem o estado de espírito de todos os dez atletas que integram a secção de desporto adaptado do Sp. Braga. Antes da criação da secção de boccia, todos praticavam a modalidade integrados numa instituição.

Agora, confessam, têm maior ambição e sede de vitórias. “Jogamos na óptica de um clube e não de uma instituição, porque quando era na instituição não chegámos a ter tantos resultados como agora. Agora no clube temos sempre a ambição de ganhar, ganhar e ganhar. Melhorou muito. Integrado no Sp. Braga sinto-me muito mais atleta, mais atleta a 100 por cento. Melhorou muito, quer a nível da direcção do clube em nos apoiar sempre é muito melhor”, revelou o atleta, deixando claro que com a camisola do Sp. Braga “tenho mais confiança e vontade”.
“O clube trouxe-me mais vontade de ganhar. Trabalhamos para isso”, contou.

A ideia é partilhada pelo treina-dor André Soares: “é muito mais motivador, ter a sensação de estar a competir ao mais alto nível faz com que haja mais vontade de ganhar jogos e a auto-estima aumenta com isto. Estarem integrados no Sp. Braga permite enaltecer a postura e posição na sociedade. É alta competição”.

O professor lembra que a vontade “é fazer com que os atletas se evidenciem pelos resultados”, para que “as pessoas apostem em nós”.
O próximo passo é alargar a oferta a outras áreas da deficiência, como visual e auditiva. Para isso, o coordenador Luís Marta deixa o apelo: “precisamos de condições para ter capacidade de resposta. Faltam espaços físicos, não temos arrecadação de equipamentos e estamos a lutar por um transporte adaptado”.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho