Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Orçamento da Protecção Civil reforçado com um milhão de euros
Montalegre: Reforçado investimento para combate à vespa

Orçamento da Protecção Civil reforçado com um milhão de euros

Autarcas portugueses e galegos pedem “reabertura imediata” de fronteiras

Orçamento da Protecção Civil reforçado com um milhão de euros

Vale do Ave

2020-03-20 às 06h00

Redacção Redacção

Objectivo é reforçar a assistência à população no combate à propagação do coronavírus. Autarca reforça a necessidade de criar um Gabinete de Crise Económica.

A câmara de Guimarães reforçou o orçamento da Protecção Civil com um milhão de euros, verba que se destina a assegurar a assistência aos vimaranenses perante o quadro de pandemia da Covid-19, depois de accionado já o Plano de Acção Extraordinário do Município de Guimarães e várias medidas no âmbito da Protecção Civil.
 “A vida é o bem mais precioso que temos e foi por esse motivo que as minhas primeiras medidas foram no sentido de proteger a saúde dos cidadãos e dos agentes públicos, situação que será sempre uma prioridade do nosso Município”, diz o presidente da câmara, sublinhando que o objectivo é que “nade falta na assistência à população e às instituições que estão empenhadas nesta luta”. 

Domingos Bragança destaca a “especial atenção às necessidades dos mais frágeis e desprotegidos que, nesta conjuntura, ficam ainda mais vulneráveis, bem como à necessidade de, responsável e cuidadosamente, continuar a prestar os serviços essenciais à comunidade em áreas como a salubridade e limpeza dos espaços públicos, o apoio social de carácter urgente, os cuidados de saúde e de segurança da população, e a estreita colaboração com o Hospital Senhora da Oliveira e Unidades de Saúde”. 

Atento ao evoluir da situação, Domingos Bragança realçou ainda a necessidade da criação de um Gabinete de Crise Económica em Guimarães, que pretende alargar aos restantes municípios do Quadrilátero Urbano (Barcelos, Braga e Famalicão) e CIM do Ave, no sentido de acautelar as consequências que se vão reflectir também a nível económico, podendo colocar as empresas numa situação bastante difícil.
 O autarca deixa ainda uma palavra de apreço a “todos os funcionários da estrutura municipal que estão comprometidos nesta missão” e assume “trabalhar até ao limite das minhas forças para dar a melhor resposta às preocupações e necessidades dos vimaranenses”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho