Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Orquestra Filarmónica pede ajuda para concerto na China
Sá Pinto: “Precisamos de ganhar”

Orquestra Filarmónica pede ajuda para concerto na China

Vitória sorriu a quem cometeu menos erros

Orquestra Filarmónica pede ajuda para concerto na China

Braga

2019-08-16 às 08h09

Miguel Viana Miguel Viana

Foi convidada para realizar o concerto de fim de ano na China, mas carece de 50 mil euros para fazer face a toda a logística com a deslocação. População é convidada a contribuir com donativos e a comparecer no concerto de 10 de Novembro.

A Orquestra Filarmónica de Braga está a realizar uma campanha de angariação de fundos para ajudar na deslocação à China, para onde foi convidada para um concerto de fim de ano.
O convite para levar até à China o ‘Concerto de Fim de Ano Novo - Strauss & Friends’ surgiu da visualização dos vídeos colocados pela orquestra no ‘Youtube’.

O maestro da Orquestra Filarmónica de Braga, Filipe Cunha, revelou que o convite para actuar em seis cidades chinesas “é o reconhecimento internacional do nosso trabalho”. O maestro acrescentou que serão interpretados “temas de Strauss e de outros músicos conhecidos”.

Filipe Cunha revelou ainda que a Orquestra Filarmónica de Braga é primeira orquestra portuguesa a actuar na China, particularmente na Província de Guan Dong. “Nos nossos concertos levamos o nome da cidade a muitos lados. Esta é mais uma oportunidade para levarmos o nome da cidade além fronteiras”, considerou Filipe Cunha.
A deslocação dos cerca de 60 músicos à China está orçada em cerca de 50 mil euros, uma valor acima da verba já conseguida pela Orquestra Filarmónica de Braga.
Nesse sentido, a orquestra lançou um desafio à sociedade bracarense, pedindo ajuda financeira para suportar esta viagem.

“Gostaríamos de pedir à cidade que nos ajude nesta deslocaçao. Já temos o apoio da Câmara Municipal de Braga e das embaixadas, mas precisamos de mais”, adiantou o maestro.
Filipe Cunha incentiva os bracarenses a fazerem os seus donativos através do IBAN da conta que pode ser indicado pela Associação Cultural Grupo Canto Daqui ou pelo MBWAY.
Uma das formas através das quais a orquestra pretende obter mais verbas é através de concertos, como o que está marcado para o dia 10 de Novembro, no Altice Forum Braga. “Vai ser um concerto onde vamos ter como convidado um maestro chinês e a receita da bilheteira vai reverter a favor dessa nossa viagem à China entre 26 de Dezembro deste ano e 7 de Janeiro de 2020”, anunciou, a propósito, Filipe Cunha. A verba total tem de ser angariada até ao próximo mês de Outubro.

Para o maestro da Orquestra Filarmónica de Braga, esta deslocação à China pode ser o início de um intercâmbio com orquestras chinesas, pelo que desafia “as empresas que queiram fazer publicidade na China a apoiar-nos”.
Filipe Cunha fez questão de salientar que apesar de estar a decorrer esta campanha, o grande objectivo da orquestra é “dar oportunidade aos jovens músicos em início de carreira mostrarem as suas competências. “Essa é a nossa missão mais importante”, garantiu o maestro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.