Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Paredes de Coura: Ligação à A3 desviada para preservar calçada romana
Rio exige inclusão de projectos estratégicos para Braga no PRR

Paredes de Coura: Ligação à A3 desviada para preservar calçada romana

Esposende apurou alunos para o Concurso Nacional de Leitura 2021

Paredes de Coura: Ligação à A3 desviada para preservar calçada romana

Alto Minho

2021-01-25 às 16h01

Redacção Redacção

O traçado inicial da ligação rodoviária do parque empresarial de Formariz, em Paredes de Coura, à A3, vai ser modificado para garantir a preservação de uma calçada romana encontrada durante a execução da obra.

A Câmara Municipal de Paredes de Coura e a Infraestruturas de Portugal chegaram a um consenso que vai permitir a alteração do traçado original da nova ligação rodoviária do parque empresarial de Formariz à A3, de maneira a preservar uma calçada romana encontrada durante a execução da obra.
"A nossa identidade e as nossas raízes, enquanto comunidade, estão intimamente ligadas aos nossos vestígios civilizacionais. Ao preservá-las, cuidamos da nossa memória e conferimos sentido e compreensão à nossa história", afirmou o presidente da Câmara de Paredes de Coura.
Vítor Paulo Pereira explicou que o achado arqueológico integra "cerca de 45 metros de lajeados de calçada com pequenos muros de contenção e afloramentos rochosos com marcas de entalhes para possibilitar a sua passagem".
Explicou que a solução encontrada, em articulação com a Infraestruturas de Portugal (IP) e que já recebeu parecer favorável da Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN), "implicará um ajuste ao traçado da nova via neste local, por forma a preservar o lajeado de calçada romana".
Segundo Vítor Paulo Pereira, a solução representará, "necessariamente, algum esforço financeiro acrescido, que se perspetiva limitado", sem especificar o montante.
"A Câmara de Paredes de Coura e a IP consideraram fundamental para conseguir o compromisso necessário entre o respeito pelo passado e anseio pelo futuro", sustentou.
Segundo o autarca socialista, aquela solução "já obteve parecer favorável da Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN) e prevê ainda "um ajuste no restabelecimento inicialmente projectado para o Caminho de Santiago de Compostela", na Galiza, Espanha.
"Designadamente a colocação de uma passagem superior (ponte) em madeira sobre a nova via, a qual passará, nesta solução, a estar alinhada com o traçado original da Via Romana e Caminho de Santiago e a preservação completa, no mesmo local, dos 45 metros de extensão do lajeado da calçada romana. Implica também a escavação arqueológica, caracterização e valorização deste achado arqueológico", especificou.
Vítor Paulo Pereira acrescentou que o parecer da DRCN, emitido no dia 18, "implica também a escavação arqueológica, caracterização e valorização do achado arqueológico".
"A solução encontrada mostra o empenho da IP na salvaguarda e preservação do nosso património, num quadro em que DRCN teve um papel decisivo e muito importante. Estamos muito gratos às duas instituições porque foram ágeis e diligentes numa solução que satisfaz todos os intervenientes", reforçou.
A construção da ligação rodoviária do parque empresarial de Formariz, em Paredes de Coura, à A3 foi iniciada em Junho último e tem conclusão prevista para Dezembro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho