Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Partido Os Verdes promoveu caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos
Adepto do FC Vizela proibido de entrar em estádios após agressão a árbitro

Partido Os Verdes promoveu caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos

Números de uma noite que nos faz sonhar

Partido Os Verdes promoveu caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos

Alto Minho

2022-10-03 às 17h00

Redacção Redacção

Iniciativa integrada na celebração do Dia Nacional da Água (1 de Outubro) decorreu em Ponte de Lima.

Citação

O Partido Ecologista Os Verdes promoveu na fim-de-semana uma caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, Ponte de Lima.
Nesta iniciativa, integrada na celebração do Dia Nacional da Água (que se assinalou no dia 1 de outubro) e organizada pelos coletivos do PEV de Viana do Castelo e de Braga, contou com a presença de dirigentes e amigos do PEV. Esta visita tinha como objetivo a valorização dos recursos hídricos, nomeadamente, da qualidade ecológica do rio Estorãos e do estado ecológico desta área protegida, visivelmente alterada pela seca que enfrentamos.
No âmbito da campanha SOS Natureza, Os Verdes procuram divulgar e conhecer os locais que, por serem espaços classificados e de grande valor natural, precisam de um acompanhamento e investimento mais concreto por parte do Governo. Os Verdes consideram que, face aos desafios climáticos, são necessárias medidas para garantir a preservação destas áreas húmidas, pelo papel regulador que desempenham desde logo na manutenção dos níveis freáticos destas importantes áreas próximas de atividades agrícolas, mas também na promoção e conservação dos habitats.
A situação de seca meteorológica que vivemos e os desafios climáticos a que assistimos mais frequentemente, colocam em risco a preservação e a conservação da biodiversidade neste importante ecossistema, que conta com uma grande diversidade de fauna e flora. O período de seca que vivemos tem vindo a dificultar a sobrevivência das zonas húmidas, sendo que mais de três quartos destes habitats em Portugal estão ameaçados.
Os Verdes consideram que cabe ao Estado um sério e consequente trabalho de monitorização destas áreas protegidas a nível da fauna, flora e recursos hídricos, assim como o reforço de meios humanos - claramente insuficientes - para vigilância e acompanhamento, e porque é urgente a preservação da biodiversidade impõe-se uma real política de defesa das linhas de água e a reversão do modelo de transferência da gestão das áreas protegidas.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho