Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Pedreira vai acolher a Cimeira das Nações
Braga e cidade iraniana de Yazd desenham plano de cooperação

Pedreira vai acolher a Cimeira das Nações

Póvoa de Lanhoso assinala aniversário do 25 de Abril

Pedreira vai acolher a Cimeira das Nações

Desporto

2021-03-08 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Plantéis de SC Braga e Vitória SC totalizam 18 nacionalidades distintas. Vimaranenses apresentam maior diversidade cultural entre os seus atletas.

O Estádio Municipal de Braga será palco, amanhã à noite, de uma autêntica Cimeira das Nações, a julgar pela diversidade cultural que existe num e outro plantel.
Há muito que a globalização ‘atingiu’ no sentido positivo o mundo do futebol e a queda no limite de estrangeiros nas respectivas equipas (como é o caso de Portugal, por exemplo) permite que a Pedreira possa testemunhar um duelo em que o português será, obviamente, a língua predominante, mas que encontra, ao mesmo tempo, uma enorme variabilidade cultural.

No total, SC Braga e Vitória SC concentram nos respectivos plantéis 18 nacionalidades distintas, mas os vimaranenses apresentam maior diversidade cultural, com 15 nacionalidades diferentes, contra oito do SC Braga.
Os conquistadores contam com 9 portugueses (B. Varela, Sílvio, J. Fernandes, André André, André Almeida, Miguel Luís, Quaresma, Lameiras e Rochinha), quatro ganeses (Mumin, Mensah, Joseph e Wakaso ), três brasileiros (Jhonatan, Mascarenhas e Bruno Duarte), três ingleses (Suliman, Edwards e Maddox), três alemães (Bisseck, Carls e Abouchabaka), dois costa-marfinenses (Tié e Ouattara), um maliano (Sacko), um sul-coreano (Kim Jung-min), um nigeriano (Mikel Agu), um francês (Janvier), um sul-africano (Foster), um colombiano (Estupiñan), um norueguês (Noah Holm), um espanhol (Pepelu) e um checo (Matous Trmal).

Já o SC Braga conta 17 portugueses (Tiago Sá, Rogério, Zé Carlos, Sequeira, David Carmo, Rolando, Esgaio, Moura, Bruno Rodrigues, Novais, André Horta, Castro, Medeiros, Rui Fonte, R. Horta, Rodrigo Gomes, Hernâni e Vítor Oliveira), sete brasileiros (Matheus, Tormena, Raul Silva, Cajú, Piazon, Fransérgio e galeno), um checo (Hornicek), um colombiano (Borja), um líbio (Al Musrati), um argentino (Gaitán), um espanhol (Abel Ruiz) e um esloveno (Sporar).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho