Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Piscinas das freguesias de portas fechadas. Lamas e Sobreposta podem ser excepção
Fiscalização Municipal vai punir quem tiver esplanadas ilegais em Caminha

Piscinas das freguesias de portas fechadas. Lamas e Sobreposta podem ser excepção

Exposição 'Alto Minho' para visitar no Posto de Turismo de Vila de Praia de Âncora

Piscinas das freguesias de portas fechadas. Lamas e Sobreposta podem ser excepção

Braga

2020-05-31 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

A maioria diz que é incomportável do ponto de vista financeiro a abertura dos espaços que terão de obedecer a novas regras, como a lotação limitada. Lamas e Sobreposta falam na prestação de um serviço público que dever ser feito com toda a segurança.

As cerca de uma dezena de piscinas espalhas pelas freguesias do concelho não vão abrir portas ao público nesta época balnear.
A decisão de não abrir os equipamentos ao público é quase unânime entre os presidentes das juntas locais que evocam questões de segurança e, sobretudo, de sustentabilidade financeira para justificar a decisão face às medidas impostas pela Direcção-Geral de Saúde.
Obrigados a reduzir a lotação e a redobrar a vigilância aos utentes, os autarcas dizem ser incomportável fazer face às despesas que a manutenção destes equipamentos exige quando se prevê uma redução drástica das receitas de bilheteira.

As piscinas ao ar livre têm as mesma regras das praias, particularmente no que toca ao distanciamento e a lotação. “Não dava para termos um terço das pessoas que costumamos ter. E também não temos meios para fiscalizar a aplicação das regras. Não há condições”, explicou ao CM o presidente da União de Freguesias de Nogueiró e Tenões, João Manuel Tinoco, considerando que este é um ano “atípico” e que deveria ser opinião “unânime” o encerramento das piscinas.

A decisão está já tomada há algum tempo e, de acordo com o presidente desta união de freguesias, foi bem aceite pelos residentes. “Para já, toda a gente se mostra de acordo, mas provavelmente vão reagir mais na altura em que deveria estar aberta”, diz a propósito o autarca, acrescentando que esta é uma decisão irreversível. “Nesta altura já estaríamos a tratar de tudo para a abertura porque este não é um equipamento que se abra de um dia para o outro”, argumenta João Manuel Tinoco, referindo- -se nomeadamente à contratação de pessoal auxiliar, nadador-salvador e limpeza.

Outra das piscinas que se manterá encerrada este ano é a da freguesia de Nogueira. As razões apontadas por Goreti Machado, autarca da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães são as mesmas apontadas pelo seu congénere de Nogueiró, sobretudo do ponto de vista da inviabilidade económica. “É uma estrutura enorme. São gastos terríveis, desde a segurança, aos nadadores-salvadores. É um conjunto que fica caríssimo. Se a lotação cai praticamente para metade, torna-se completamente incomportável económicamente”, assume Goreti Machado.

Mas há quem tenha uma visão diferente. Além de Lamas (ver caixa) também a piscina de Sobreposta, uma das mais procuradas do concelho, poderá abrir portas. A presidente de junta local, Elisabete Silva, diz que o executivo local está a aguardar novas directivas governamentais para equacionar se há ou não condições para a abrir o equipamento. “Estamos a preparar a piscina, mas aguardamos indicações do governo. Não estamos 100% seguros quando à decisão de abrir”, diz a autarca, explicando que a questão que levanta mais dúvidas é a da utilização dos balneários.

Quanto ao recinto externo, Elisabete Silva diz que não deverá acarretar grandes dificuldades com a divisão dos espaços para acautelar o distanciamento. “Se nos sentirmos seguros para receber as pessoas iremos abrir”, garante a autarca, adiantando que se tal vier a acontecer será no final de Junho ou início de Julho, com menos colaboradores “Não é o lucro que pretendemos, mas sim prestar um serviço à população”, diz.
A junta de Sobreposta só decidiu ponderar a abertura quando soube da decisão da câmara em abrir as piscinas municipais. “Não faz sentido a câmara abrir estas dois espaços e as restantes estarem fechadas”, argumenta a presidente, afirmando estar a assistir a um “contra-senso”.

Piscina de Lamas quer abrir com todas as regras de segurança

A piscina de Lamas deverá ser das únicas a abrir nas freguesias. A decisão está tomada, faltando apenas o sinal verde da Direcção-Geral da Saúde. Apesar de estar em contraciclo com os restantes autarcas, João Alves, presidente da junta local, explica a razão da decisão: “Todos os anos temos de fazer a manutenção da piscina, que é nesta altura. Se não abrir é dinheiro que perdemos”, argumenta o autarca local, acrescentado que além da questão económica, a decisão tem também subjacente a vertente social: “as pessoas gostam de vir para piscina”. Concordando com os autarcas que dizem que será muito difícil comportar as despesas de manutenção devido às restrições impostas, João Alves não tem dúvidas de que será a junta que terá ajudar a custear esta abertura.

Para fazer face à situação, o autarca adianta que a entrada no recinto far-se-à com dois bilhetes únicos - criança e adulto - não sendo contemplados descontos.
João Alves deixa claro que estão ser adoptadas todas as medidas para garantir a segurança e não colocar em risco a saúde dos utilizadores, nomeadamente a redução de horário - passando a abrir das 14 às 20 horas -, a lotação limitada e espaços devidamente marcados. “A nossa vontade é abrirmos ao público, mas não quer dizer que passados uns dias a tenhamos de fechar por incumprimento das regras por parte dos utentes”, ressalva o autarca , fazendo depender o funcionamento do equipamento com a responsabilidade assumida pelos utilizadores.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho