Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Ponte da Barca, Juntas de Freguesia e Resulima juntas na promoção da sustentabilidade ambiental
Caminha: Tinha um laboratório em casa onde fazia drogas

Ponte da Barca, Juntas de Freguesia e Resulima juntas na promoção da sustentabilidade ambiental

CIM Cávado reconhece a importância do cooperativismo para o crescimento económico

Ponte da Barca, Juntas de Freguesia e Resulima juntas na promoção da sustentabilidade ambiental

Alto Minho

2024-02-21 às 23h00

Redacção Redacção

O projeto, cofinanciado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), visa não só incrementar as taxas de reciclagem no concelho, mas também promover a sustentabilidade ambiental e proporcionar benefícios financeiros.

Citação

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, procedeu à mediação da assinatura de um protocolo com a União de Freguesia de Ponte da Barca, Vila Nova de Muía e Paço Vedro de Magalhães, bem como com a Junta de Freguesia de Oleiros e a empresa Resulima, acordo que marca a instalação de Ecolugares em Ponte da Barca.

O projeto, cofinanciado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), visa não só incrementar as taxas de reciclagem no concelho, mas também promover a sustentabilidade ambiental e proporcionar benefícios financeiros.

No âmbito do protocolo, as Juntas de Freguesia envolvidas comprometem-se a disponibilizar espaço público para a implementação dos Ecolugares, quatro no total a ser instalados no concelho de Ponte da Barca, bem como a promover, gerir e assegurar a manutenção destes locais. Por sua vez, a Resulima será responsável pela construção das plataformas de instalação dos equipamentos, bem como pela aquisição, instalação dos mesmos, além da recolha dos resíduos de embalagem.

Um dos aspetos mais significativos deste acordo é a contrapartida financeira estabelecida para as Juntas de Freguesia. Por cada tonelada de resíduos recolhida, serão atribuídos 30 euros para os resíduos de embalagem de vidro, 70 euros para os resíduos de embalagem de papel/cartão e 150 euros para os resíduos de embalagens de plástico e metal. Esta medida não só incentiva a reciclagem, mas também recompensa os esforços das autarquias locais na promoção de práticas ambientalmente sustentáveis.

Augusto Marinho destacou a importância das Juntas de Freguesia neste projeto, salientando que são entidades fundamentais no contexto do desenvolvimento sustentável e da sensibilização ambiental devido à sua proximidade com as comunidades locais.

Com esta iniciativa, Ponte da Barca firma-se como um exemplo a seguir na promoção da sustentabilidade e na gestão eficiente dos recursos, contribuindo assim para a construção de um futuro mais verde e próspero para todos os seus habitantes.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho