Correio do Minho

Braga, sábado

- +
População do Minho respeita o recolher obrigatório
Município de Braga dá medalha de ouro ao IPCA

População do Minho respeita o recolher obrigatório

Primeira Aldeia Natal “livre” de Covid-19

População do Minho respeita o recolher obrigatório

Nacional

2020-11-11 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Forças de segurança (PSP e GNR) não registaram qualquer detenção nem passaram coimas na primeira noite de recolher obrigatório.

As forças de segurança (PSP e GNR) não fizeram qualquer detenção nem aplicaram coimas por desobediência na noite de segunda-feira para ontem, a primeira em que foi aplicado o recolher obrigatório entre as 23 horas e as 5 horas, nos distritos de Braga e de Viana do Castelo.
“Todo o nosso efectivo esteve na rua e não temos qualquer registo de que tenham sido elaborados autos de contraordenação (multas) ou efectuadas detenções”, disse ao Correio do Minho, o Comissário Fernando Rabaldinho, da PSP de Braga.
O mesmo responsável adiantou que “as poucas pessoas abordadas nessa noite, depois das 23 horas, deslocavam-se para casa, o que é uma justificação válida”.
O comissário da PSP frisou que “há já alguns dias que se nota pouca gente a circular na cidade à noite e na segunda-feira não foi excepção”. O panorama deve-se manter durante o Estado de Emergência, “porque as pessoas estão com receio de saír à noite, por causa do vírus”, apontou o comissário.
Contudo está previsto um reforla da vigilância policial para as noites de hoje, de sexta-feira e de sábado. “Temos algumas noites em que reforçamos o policiamento. De quarta para quinta- -feira junto à Universidade do Minho, por ser a noite académica, e à sexta e sábado à noite, no centro histórico, por causa das concentrações junto aos bares”, afirmou o comissário Fernando Rabaldinho.
A capitão Baptista, do Comando Territorial da GNR de Braga, garantiu que tudo “decorreu com normalidade dentro da nossa área de intervenção. Fizemos o policiamento normal, sem qualquer problema ou detenção”.
No distrito de Viana do Castelo, o panorama foi idêntico na primeira noite de recolher obrigatírio. “Não houve detenções, correu tudo dentro da normalidade”, assegurou uma fonte do Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo.
No que se refere à GNR de Viana do Castelo, o capitão Viana, responsável pelas Relações Públicas do Comando Territorial, frisou que “não tivemos detenções e registamos muito pouco movimento. As pessoas têm a noção de que têm de cumprir o recolher obrigatório e quem circula entre as 23 e as 5 horas tem uma justificação válida para o fazer”. O recolher obrigatório está em vigor, de segunda a sexta-feira, entre as 23 horas e as 5 horas do dia seguinte, e entre as 13 horas e as 5 horas do dia seguinte nos sábados e domingos (dias 14 e 15 e 21 e 22 deste mês). O Estado de Emergência decorre até ao dia 23.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho