Correio do Minho

Braga, sábado

Praça Municipal acolhe 20.ª edição do Mimarte
Mais de 13 mil participantes em ações de educação ambiental

Praça Municipal acolhe 20.ª edição do Mimarte

Gualterianas responderam a modelo de “consenso alargado”

Braga

2019-06-26 às 22h15

Redacção

A vereadora da Cultura, Lídia Dias, explica a mudança de localização com a necessidade de dar maior conforto ao público do festival e às companhias participantes.

No ano em que completa vinte edições, o Mimarte – Festival de Teatro de Braga deixa o Rossio da Sé e passa a ter como principal palco a Praça Municipal. O festival, que decorrerá de 28 de Junho a 8 de Julho, conta com onze espectáculos teatrais protagonizados por dez companhias.
A vereadora da Cultura, Lídia Dias, explica a mudança de localização com a necessidade de dar maior conforto ao público do festival e às companhias participantes. “Na Praça Municipal vamos ter condições para criar 800 lugares sentados, mas vamos também tirar partido da forma da praça e, assim, acolher mais espectadores”, referiu Lídia Dias, durante a apresentação do festival, que decorreu esta Quarta-feira, 27 de Junho.
O Mimarte, que conta com a parceria da Companhia de Teatro de Braga, inclui este ano onze espectáculos de comédia e drama, retractando situações do quotidiano e temáticas mais profundas como a velhice e a solidão.
O festival arranca já esta Sexta-feira, 28 de Junho, com a peça ‘Sorriso’ do Teatro Só. No sábado, 29 de Junho, a mesma companhia leva ao palco o espectáculo ‘Somente’.
No dia 30 realiza-se a peça ‘Kusama e Warhol: O maior roubo da Pop’, pelo grupo D. Mona; no dia 1 de Julho é apresentado o espectáculo ‘Correr o Fado’, pela Jangada Teatro; dia 2 a companhia espanhola Teatro Guirigai leva ao palco ‘El Picaro Ruzante’; no dia 3 teremos ‘Conversas de Esquina’, pelo grupo Fértil Cultural; e no dia 5 o grupo ucraniano Word and Voice apresenta a peça ‘Wedding’.
No dia 6 de Julho o Teatro Regional da Serra do Montemuro apresenta ‘Fanzine’; no dia 7 a Peripécia Teatro leva ao palco a peça ‘Iceberg, o último espectáculo’; e no dia 8 a companhia Bracarense PIF’H apresenta ‘Ó Balha-me Deus’.
De referir que os espectáculos se iniciam às 21h45 e têm entrada livre. A programação está sujeita a alterações por constrangimentos de ordem logística ou climatérica.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.