Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Presépio Vivo de Priscos adiado para 2021
Mujães já tem mais rede de águas residuais

Presépio Vivo de Priscos adiado para 2021

Município de Fafe associa-se à iniciativa da UMAR

Presépio Vivo de Priscos adiado para 2021

Braga

2020-10-21 às 09h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

“SENTIDO DE RESPONSABILIDADE” obriga organização do maior presépio vivo da Europa a cancelar a edição deste ano.

A realização do Presépio ao Vivo de Priscos foi adiada para 2021. “É com muita tristeza, mas também com grande sentido de responsabilidade, que perante o cenário de perigo de contágio pela Covid-19 e assumindo o risco que pode constituir a realização de um evento como o Presépio ao Vivo de Priscos, que a edição deste ano está cancelada”, informou o responsável pela organização, padre João Torres.
Perante as circunstâncias actuais, “seria impossível garantir o cumprimento das medidas preventivas no decorrer da iniciativa, a partir da entrada e distanciamento social em cada cenário, porque os envolvidos são realmente muitos, mais de 600 figurantes, e entre 100 a 144 mil visitantes”, justificou o pároco.
João Torres lamentou: “infelizmente, o povo de Priscos não poderá mergulhar na atmosfera natalícia da representação viva do presépio, entre o silêncio e a iluminação suave, pessoas trajadas e artesanatos ancestrais”.
Em cada ano, continuou o padre, “há mil problemas, mas existe uma satisfação enorme quando se olha os olhos das crianças, mas também dos mais velhos, maravilhados, e isso compensa qualquer esforço”.
Mas o pároco deixou o recado: “não queremos que a nossa mensagem de vida, esperança, salvação e amor, se transforme em dor, lágrimas e cinzas. E é precisamente por este espírito, pela vontade de celebrar a vida e pela alegria de estarmos juntos que queremos proteger a saúde de todos, adiando o nosso encontro para o próximo ano”.
João Torres está optimista em relação a “tempos melhores”, mas entretanto este Natal de 2020, “este Natal tão diferente, virá com a sua magia da mesma forma”. E o padre deixa o conselho: “vamos gastá-lo com nossos entes queridos e nos comportarmos com responsabilidade, respeitando o trabalho de todos os médicos, enfermeiros, pessoal de saúde e todos aqueles que nos deixaram por causa deste vírus infame. Respeitamos o que nos pedem para fazer e voltaremos, quanto antes, para ficarmos juntos”.
O responsável pela organização aproveitou ainda para agradecer “a contribuição, envolvimento e entrega de todos figurantes, patrocinadores e a toda a equipa que trabalha diariamente para que o Presépio ao Vivo de Priscos seja uma realidade”, acreditando que em 2021 se estará em “melhores condições para trazer a todo o país o melhor e maior Presépio ao Vivo da Europa”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho