Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Presidenciais 2021: PS de Braga saúda reeleição de Marcelo e autarca de Melgaço enaltece Ana Gomes
Máquinas de alta performance

Presidenciais 2021: PS de Braga saúda reeleição de Marcelo e autarca de Melgaço enaltece Ana Gomes

Mulheres estão em maioria na prestação de cuidados de saúde

Presidenciais 2021: PS de Braga saúda reeleição de Marcelo e autarca de Melgaço enaltece Ana Gomes

Nacional

2021-01-26 às 13h02

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

A reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa foi acolhida com entusiasmo no seio da Federação Distrital de Braga do Partido Socialista. Já Manoel Baptista, mandatário de Ana Gomes para o Alto Minho, realça a relevância de “uma candidatura à Esquerda”.

Saudando e enaltecendo “a coragem” de todos os eleitores que foram às urnas nestas Eleições Presidenciais 2021, atendendo ao actual contexto pandémico de Covid-19; Joaquim Barreto, presidente da Federação Distrital de Braga do Partido Socialista e deputado na Assembleia da República, destaca a reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa. Já Manoel Baptista, autarca socialista de Melgaço e mandatário de Ana Gomes para o Alto Minho, destaca a relevância de uma candidatura à Esquerda e critica o facto de esta “não ter tido mais apoios concretos da parte do PS”.
Felicitando Marcelo Rebelo de Sousa pela recondução no cargo de Presidente da República, o presidente da Federação Distrital de Braga do PS desejou-lhe “um mandato idêntico” ao primeiro, assinalando a sua “proximidade” e a sua “cooperação e colaboração institucional com os órgãos de soberania, designadamente com a Assembleia da República e com governo”.
Joaquim Barreto sublinhou que a decisão dos órgãos do partido foi dar total liberdade aos militantes e simpatizantes para votar nos seus candidatos de eleição, “à excepção de um candidato (André Ventura) que, no entender do PS, não se enquadra naquilo que é uma postura democrática e que tenha haver com aquilo que é a relação inter-partidária e a vivência democrática” e disse que é preciso “aperfeiçoar o sistema democrático” para evitar a cedência “ao populismo barato”.
Para Manoel Baptista, presidente da Câmara de Melgaço e mandatário de Ana Gomes para o Alto Minho, os resultados das Presidenciais não devem ser extrapolados para outras eleições.
“Apoiei a candidatura de Ana Gomes de forma clara e inequívoca e acompanhei-a na campanha enquanto mandatário e na noite eleitoral porque considerei sempre que era uma candidatura de Esquerda e porque me identifico com Ana Gomes na frontalidade, transparência e na capacidade de ruptura no momento em que é necessário fazer rupturas”, afirmou. Criticando o facto de não ter tido “mais apoios” do PS, Manoel Baptista lamentou não ter conseguido a 2.ª volta, mas frisou que a candidatura de Ana Gomes “serviu a democracia portuguesa”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho