Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal
Barcelos reabilita edifício para criar Museu do Design

Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal

InvestBraga e Embaixada do Irão identificam oportunidades de investimento no mercado iraniano

Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal

Alto Minho

2021-02-27 às 16h16

Redacção Redacção

Novo investimento no Polígono Industrial de Balaídos (Vigo)

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, endereçou uma missiva à Embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Batanzos Roig, no sentido de ser encontrada uma solução que permita avançar com o investimento do Governo de Espanha na nova Linha de Muito Alta Tensão, em Vigo, com a criação de uma subestação elétrica por forma a garantir a consolidação e ampliação do Polígono Industrial do grupo PSA.
O autarca de Viana do Castelo refere, na carta, que a consolidação deste polígono industrial da PSA - que é a maior fábrica do sector automóvel na Península Ibérica - é muito importante para o território do Noroeste Peninsular, onde o Alto Minho se inclui, uma vez que a PSA trabalha com muitas empresas fornecedoras de componentes automóveis que se instalaram no Norte de Portugal e na Galiza.
José Maria Costa manifestou esta preocupação à embaixadora de forma a que, no âmbito dos novos programas comunitários que estão disponíveis para os Estados Membros da União Europeia, se possam encontrar instrumentos financeiros necessários à instalação da referida infraestrutura elétrica de alta tensão em Vigo.
O autarca solicita, por esse motivo, os bons ofícios de Marta Batanzos Roig junto do Ministério da Transição Ecológica e Rede Elétrica para que, no âmbito do seu plano de investimentos para a próxima década, possa ser integrado este investimento, que não é apenas importante para a Galiza como também para toda a região Norte de Portugal.
O sector automóvel, recorda ainda José Maria Costa, tem registado uma grande expansão e crescimento nos últimos seis anos no Norte e Centro do país com a instalação de inúmeras empresas de fabricação de componentes automóveis. “Este sector empresarial está em franco crescimento e virado essencialmente para a exportação, sendo fundamental para a região norte e gerador de muitos postos de trabalho, grande parte deles muito qualificados”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho