Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Professor da Universidade do Minho vence maior prémio de alvenaria
Póvoa de Lanhoso é o Município do Minho que paga mais rápido a fornecedores

Professor da Universidade do Minho vence maior prémio de alvenaria

Arte inclusiva para admirar nos espaços culturais

Professor da Universidade do Minho vence maior prémio de alvenaria

Ensino

2011-07-11 às 06h00

Redacção Redacção

O Prémio Scalzi 2010, entregue pela ‘The Masonry Society’, organização internacional dedicada à ciência e arte da alvenaria, foi atribuída a Paulo Lourenço, do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho.

O professor Paulo Lourenço, do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho (UM), foi recentemente distinguido, em Minnesota (EUA), com o Prémio Scalzi 2010, entregue pela ‘The Masonry Society’, organização internacional dedicada à ciência e arte da alvenaria. É o galardão mais importante da área, tendo sido atribuído fora da comunidade de países de língua oficial inglesa apenas duas vezes - Itália (2002) e Eslovénia (2005).

Esta distinção tem como objectivo reconhecer a contribuição dos especialistas neste domínio: “É uma honra enorme receber este prémio de carreira. Não seria possível sem o esforço dos colaboradores da equipa que lidero e a quem agradeço. O Prémio Scalzi traz responsabilidades acrescidas de excelência, às quais o grupo saberá responder como sempre”, afirma o engenheiro.

As construções em alvenaria representam a maior parte dos edifícios existentes nos países desenvolvidos, sendo o conhecimento neste domínio essencial para a sua conservação e protecção: “O património cultural é entendido pelas sociedades modernas como parte da sua identidade e diversidade. Contudo, a expectativa que os monumentos durem para sempre resulta em exigências científicas e técnicas muito elevadas, porque a deterioração faz parte do ciclo de vida”, explica Paulo Lourenço.

“Tem também um valor económico, uma vez que um monumento ou um centro histórico é frequentemente a atracção principal de um local. O turismo, o lazer e o tempo livre serão uma das maiores indústrias deste terceiro milénio, representando cerca de 10 por cento do Produto Interno Bruto Europeu e sendo essencial para a riqueza de Portugal”, acrescenta.

A UMinho é um centro de referência internacional nesta área, contando com mais de 50 por cento dos ex-doutorandos estrangeiros. Conta ainda com um mestrado europeu, financiado pela Comissão Europeia, a publicação da revista ‘International Journal of Architectural Heritage: Conservation, Analysis and Restoration’, editada pelo premiado.

Paulo Lourenço é professor catedrático do Departamento de Engenharia Civil da UM e director do Instituto para Sustentabilidade e Inovação em Engenharia de Estruturas.
Especializou-se na área dos ensaios não destrutivos, técnicas avançadas de análise numérica e experimental, técnicas de reforço inovadoras e engenharia sísmica. É também especialista em conservação de construções antigas e trabalhou como consultor em mais de cinquenta monumentos, dentro dos quais a Sé do Porto, o Mosteiro dos Jerónimos, o Convento de Cristo em Tomar, o Castelo de Guimarães, o Qutb Minar (Índia), as igrejas de Famagusta (Chipre) e a Catedral da Cantuária (Reino Unido).

Coordena o mestrado europeu ‘Erasmus Mundus’ em Análise Estrutural de Monumentos e Construções Históricas e assume a direcção do Conselho Consultivo do “International Council of Monuments and Sites” (ICOMOS/Portugal). O engenheiro é ainda autor de 700 publicações técnicas e científicas no domínio das estruturas de alvenaria, betão e madeira.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho