Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Programa municipal apoia famílias, sector social e empresas
Ivo Vieira: “Enquanto for matematicamente possível, vamos continuar a lutar”

Programa municipal apoia famílias, sector social e empresas

FC Piratas de Creixomil sobe à II Divisão Nacional

Programa municipal apoia famílias, sector social e empresas

Alto Minho

2020-05-27 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Para ajudar a atenuar os efeitos da crise causada pela pandemia da Covid-19, a Câmara de Ponte da Barca avançou com um programa que define apoios para as famílias, as IPSS e o tecido empresarial.

A criação de um Fundo de Emergência Social Municipal, a reactivação do Conselho Municipal de Turismo e implementação do Conselho Municipal para a Economia e Desenvolvimento são algumas das medidas que a Câmara de Ponte da Barca implementou no âmbito de um amplo programa municipal para apoio às famílias, ao sector social e ao sector empresarial local.
Augusto Marinho reconhece que, para lá da situação epidemiológica, esta pandemia está a ter um grande impacto na vida das pessoas, das instituições e das empresas, razão pela qual o Município decidiu avançar com um pacote musculado para atenuar os efeitos da crise e contribuir para a tão desejada retoma económica.

Em entrevista ao ‘Correio do Minho’, o edil começa por destacar a criação do Conselho Municipal para a Economia e Desenvolvimento, estrutura que pretende promover a discussão de temas importantes para o tecido empresarial e definir estratégias de captação de novos investimentos.
Tem como propósito definir estratégias de desenvolvimento para o município e pretende integrar representantes do poder executivo, de instituições públicas e privadas representativas dos vários sectores de actividade económica concelhia, nomeadamente, da restauração, hotelaria e comércio local, entre outros.
A Câmara aprovou também a atribuição de um apoio financeiro de 3000 euros às IPSS do concelho que detém a valência de lar e de 2000 euros às que prestam apoio domiciliário.

Num apoio directo à actividade económica, foi aprovada a isenção do pagamento de todas as taxas de ocupação do espaço público, toldos, esplanadas e publicidade.
Numa iniciativa que tem uma dupla vertente, a Câmara avançou com uma medida de apoio aos produtores locais que passam a ser os fornecedores da Loja Social da Câmara Municipal. “Desta forma estamos a ajudar os nossos produtores e estamos a introduzir produtos frescos, locais, no apoio alimentar que é prestado através da Loja Social da Câmara Municipal”, explicou. Igualmente importante é o reforço do balcão do empreendedor e a criação de uma equipa de apoio para as micro e pequenas empresas, que ajuda os empresários, os comerciantes e os agricultores, a clarificarem aquelas que são as medidas de apoio definidas pela administração central.

Turismo de natureza é aposta para cativar visitantes

O concelho de Ponte da Barca assume-se como a capital do turismo de natureza e de aventura. O sector do turismo tem sido uma das apostas do executivo liderado por Augusto Marinho, que agora reactiva o Conselho Municipal de Turismo.
“Temos um território cujo contacto com a natureza é um privilégio a desfrutar”, refere o o presidente da Câmara, explicando que essa “grandeza natural” pode ser desfrutada através dos trilhos, das ecovias, das actividades desportivas e de contacto com a natureza, entre outras que se desenvolvem por todo o concelho.

As paisagens de Ponte da Barca são muito marcadas pelo Parque Nacional Peneda Gerês, que ocupa cerca de metade do território concelhio.
Os seus recursos naturais, mas também patrimoniais e as suas tradições vão ser bandeiras para seduzir turistas para Ponte da Barca.

“Temos muitas casas de turismo rural, muitas delas isoladas, que oferecem todas as condições que as famílias procuram nestes tempos que estamos a viver. Mas também temos unidades hoteleiras, que estão devidamente preparadas para receber os turistas”, realça Augusto Marinho, afirmando que o território vai ser publicitado como “seguro para passar férias”.
Uma das imagens de marca de Ponte da Barca é a sua zona ribeirinha e a praia fluvial, no centro da vila, que vão estar à disposição da população e turistas durante o Verão.
“Estamos a reunir toda a informação e a definir as regras para a correcta utilização da nossa praia fluvial. É uma área de excelência que merece ser desfrutada, assim como também o é a zona ribeirinha e as nossas lagoas rodeadas de paisagens de cortar a respiração”, refere o presidente a Câmara.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho