Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Programação cultural da Oficina atinge a fase da maturidade
UMinho alerta que mutação da Covid-19 pode afectar diagnóstico

Programação cultural da Oficina atinge a fase da maturidade

CLIB e câmara presenteiam petizes no Dia da Criança

Programação cultural da Oficina atinge a fase da maturidade

Vale do Ave

2020-01-14 às 21h21

Redacção Redacção

Adelina Pinto destaca a ligação a várias áreas e aos diferentes equipamentos culturais na programação cultural para 2020 em Guimarães.

Festival Guidance (6 a 16 de fevereiro), Westay Lab (15 a 18 de abril), assim como os concertos de Capitão Fausto (25 de janeiro), Camané & Mário Laginha (14 de março) ou circo contemporâneo “Eins, Zwei, Drei”, de Martin Zimmermann, e ainda exposições, teatro, e oficinas são alguns dos pontos a marcar o calendário da Cooperativa Oficina para os meses de janeiro a abril de 2020.
 
O calendário da programação foi apresentado esta terça-feira, 14 de janeiro, na Casa da Memória, com destaque para um projeto que “abarca todas as artes” numa “dimensão de agitação cultural da cidade”, mas também “a projetar-se além fronteiras”.
 
A Vereadora da Cultura da Câmara de Guimarães e Presidente da direção da Oficina, Adelina Pinto, considera que a Oficina “está numa fase de plenitude e maturidade” pela forma como “liga as várias áreas e os diversos equipamentos”. Numa perspetiva de “acrescentar camadas” ao trabalho já desenvolvido, Adelina Pinto realçou a “conexão” nesta linha programática com um “pensamento integrado” e, assim, adverte que “Guimarães é um território diferente ao nível da cultura, mas sem deixar de lado o que é tradicional, construindo um presente que alimenta o futuro”, apontou.
 
Adelina Pinto sublinhou, ainda, o “princípio da equidade” através do orçamento municipal com o objetivo de “garantir uma programação de qualidade e a preços acessíveis para as pessoas terem acesso à cultura”, realçou.
 
O diretor da Oficina, Ricardo Freitas, destacou a atenção para as áreas do património e artesanato. Nesse sentido, uma das novidades para este ano serão ações de formação para bordados e olaria, em parceria com entidades certificadas. No mês de fevereiro, entretanto, abrem as inscrições para mais uma edição das Feira do Artesanato, que terá lugar no âmbito das Festas Gualterianas, à semelhança do ano transato.
 
O diretor artístico, Rui Torrinha, pormenorizou algumas das iniciativas programadas, centrando as atenções na área da música. Destacou o objetivo em reforçar e complementar o trabalho das produtoras independentes que já estão a trabalhar na cidade. “Procuramos definir uma linha de programação musical em três degraus, numa relação com o ecossistema da cidade. Numa linha de grandes concertos, teremos o Capitão Fausto já com sala esgotada e ainda o concerto de Camané com Mario Laginha”, salientou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho