Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Projecto da UMinho quer acelerar selecção de fármacos para tratar doenças raras
Omer Ramon triunfa na coroação de Diego Valério

Projecto da UMinho quer acelerar selecção de fármacos para tratar doenças raras

SC Braga apresentou-se aos sócios num dia especial

Projecto da UMinho quer acelerar selecção  de fármacos para tratar doenças raras

Ensino

2023-04-09 às 13h00

Redacção Redacção

Três investigadoras da Escola de Medicina da Universidade do Minho estão a acelerar o processo de selecção de fármacos pro-missores para o tratamento de doenças raras, como ataxias. Projecto venceu o SpinUM- Concurso de Ideias de Negócio da UMinho.

Citação

Três investigadoras da Escola de Medicina da Universidade do Minho estão a acelerar o processo de selecção de fármacos promissores para o tratamento de doenças raras, como ataxias. O projecto de Joana Sousa, Andreia Castro e Patrícia Maciel venceu, recentemente, o SpinUM- Concurso de Ideias de Negócio da UMinho. As cientistas estão entretanto a criar a start-up ‘Screen4Health’, pretendendo captar investimento e chegar em breve ao mercado.
Em comunicado, a universidade explica que as cientistas partem do C. elegans, um minúsculo verme do solo e da água que permite mimetizar doenças humanas, “ajudando assim a identificar compostos promissores na supressão de doenças neurológicas raras, com ensaios automatizados e cientificamente validados”. A metodologia procura compostos com alta probabilidade de serem eficazes em contexto clínico e só estes serão testados em organismos mais complexos, acelerando a translação para a fase clínica e a eventual descoberta de tratamentos para aquelas doenças.
“Garantimos redução temporal e monetária às empresas farmacêuticas na fase pré-clínica”, sublinha Joana Sousa.
A equipa pesquisa no Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde (ICVS) da UMinho, em Braga, e viu esta necessidade de mercado após estudar a ataxia espinocerebelosa do tipo 3. Adoptou então o conceito de serviços e testará novos fármacos, compostos naturais e readequará fármacos já aprovados para outros fins terapêuticos (repurposing).
Recorde-se que o SpinUM distingue, anualmente, ideias de negócio de qualquer área científica ligadas à UMinho. O concurso tem tido atenção crescente de investidores e vários dos projectos conquistaram depois os principais prémios de inovação do país. Na presente edição foram atribuídos 9.000 euros em valor monetário e serviços de apoio à propriedade industrial para os autores classificados em 1.º, 2.º e 3.º lugar. As outras ideias do pódio foram um preditor de risco de quedas e uma caixa de alta segurança para instrumentos musicais. Esta iniciativa lançada pela interface TecMinho é cofinanciada pela rede UI-CAN, no âmbito do programa Compete 2020/Portugal 2020, e pelo Fundo Social Europeu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho