Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Projecto de proximidade dá acesso à cultura e capacita públicos
Cerâmica Portuguesa valorizada através da comunicação digital

Projecto de proximidade dá acesso à cultura e capacita públicos

Pandemia “esconde” atropelos aos direitos dos trabalhadores

Projecto de proximidade dá acesso à cultura e capacita públicos

Vale do Ave

2021-01-22 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Há Cultura | Cultura para todos é o projecto de educação pela arte apresentado ontem pelo presidente da Câmara Municipal de Famalicão. Projecto é co-financiado pelo Norte 2020.

Um “projecto ambicioso” que quer dar a todos os famalicenses “acesso às actividades culturais”, mas também que todos “possam ser agentes culturais num contexto de proximidade”. Num concelho que “felizmente tem muito boa rede de infra-estruturas com vocação cultural”, o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, que apresentou ontem a programação do projecto ‘Há Cultura | Cultura para todos’, reforçou a estratégia de educação pela arte. Paulo Cunha assumiu tratar-se de “um projecto de grande centralidade” naquilo que são as políticas municipais, tendo “a energia e recursos técnicos e financeiros” para ali direccionados.
O projecto é promovido pelo Município de Famalicão e tem como investimento para este ano 309 758,22 euros, sendo 85% deste investimento (263 294, 49 euros) co-financiado pelo Programa Operacional Regional – NORTE 2020, através do Fundo Social Europeu.

No âmbito do projecto, o município chamou à participação dos famalicenses em projectos culturais para a inclusão, em Agosto e Setembro de 2019, nos vários domínios artísticos das artes performativas e artes visuais, com vista à formalização de uma proposta de candidatura à medida ‘Cultura para Todos’ a concretizar entre 2020 e 2021. Após a reestruturação devido à pandemia de Covid-19, que inviabilizou o desenvolvimento do projecto durante o ano de 2020, o Município de Vila Nova de Famalicão pretende realizar, até Dezembro de 2021, 17 acções, repartidas por três tipologias de operação, e distribuídas pelo concelho.
Este projecto “rodeado de novidade” e que obriga “a muita criatividade” deixa o presidente da autarquia famalicense “satisfeito” até porque se “está perto de conquistar a ambição de ter um concelho com a homogeneidade e diversidade de condições para as práticas culturais”.

Paulo Cunha foi mais longe: “estamos também muito concentrados em ajudar a criar condições, em cooperação e interacção com equipamentos já existentes, para que todos possam receber eventos culturais”.
Também o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Famalicão, Leonel Rocha, destacou o facto deste projecto “pretender chegar a todo o concelho e capacitar ideias e projectos artísticos, formando novos públicos para um maior consumo de cultura e naturalmente descobrir novos talentos”.

Com a candidatura aprovada, continuou o vereador, o município quer “alavancar e crescer ainda mais o projecto”, mas com a pandemia não se conseguiu concretizar os projectos em 2020. “O Município de Famalicão olhou sempre para a cultura como uma área que importa acarinhar, tendo em conta a necessidade que as pessoas têm em contexto de confinamento e distanciamento social”, defendeu Leonel Rocha. Ano passado, o município avançou com “um vasto” programa cultural nos meses de Verão e, entretanto, 17 das acções previstas passaram para este ano. O vereador evidencia a capacitação de novos públicos, mas realçou aqui a importância de trabalhar com públicos mais vulneráveis e com pessoas com deficiência, criando capacidade artística nas comunidades.

O projecto Há Cultura | Cultura para todos iniciou com duas acções piloto em 2019:

‘Atear Histórias’,
pela CAISA Cooperativa de Inovação Social e Artística, com parceiros da Comissão Social Inter-Freguesias (CSIF) de Castelões, Oliveira Santa Maria, Oliveira S. Mateus, Pedome e Riba de Ave;

’Aldeias em Festa’,
pela Ondamarela, com parceiros da CSIF de Bairro, Carreira, Bente, Delães, Ruivães e Novais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho