Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Projecto leva tecnologia de sensores para a vinha
Concelho de Fafe orgulhoso com as vencedoras da Taça

Projecto leva tecnologia de sensores para a vinha

Filme ‘Dimensão S’ alertou crianças para adopção de estilo de vida saudável

Projecto leva tecnologia de sensores para a vinha

Braga

2019-02-06 às 09h00

Redacção Redacção

Consórcio de Investigação desenvolve sistema inteligente para monitorizar maturação das uvas através do projecto europeu iGrape.

Citação

Um projecto apresentado por um grupo de parceiros de Portugal, Itália e Alemanha, liderado pelo INL - Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, foi seleccionado para financiamento do programa competitivo de Investigação e Inovação da União Europeia, Horizonte 2020, para desenvolver uma solução inovadora que permita a monitorização contínua e em tempo real do nível de maturação da uva e do stress hídrico da videira, ajudando a determinar o momento certo para a vindima e garantir uma produção de vinho de alta qualidade.
Este dispositivo vai ser completamente autónomo, com bateria própria, pré-processamento de sinal e módulo de comunicação sem fios, permitindo medir e transmitir as leituras regularmente para uma estação remota de colheita de dados durante o período necessário.
O sistema a ser desenvolvido pode trazer várias vantagens sobre os métodos actualmente utilizados.
Existem vários indicadores do momento certo para colher as uvas e levá-las para serem processadas. Esta nova solução cobre alguns dos essenciais, nomeadamente o stress hídrico da videira e a maturação da uva (em ambas as dimensões, sensoriais e tecnológicas - por exemplo, antocianinas e níveis de açúcar nos bagos de uva).
Este projecto teve origem em contactos entre o INL e a empresa vitivinícola portuguesa Sogrape, com quintas em Portugal, Espanha, Argentina, Chile e Nova Zelândia. Posteriormente, incluiu parceiros com os conhecimentos específicos necessários para garantir o nível exigido de entrega: INESC MN (Portugal), Universidade de Freiburg (Alemanha), Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais - Produção, Paisagem, Agroenergia - Universidade de Milão (Itália) e Automation SRL (Itália).
Este projecto vai agora ser desenvolvido durante 36 meses, levando a Internet das Coisas às vinhas e apontando para novas aplicações na agricultura e produção de fruta.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho