Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Póvoa de Lanhoso inaugura instalação artística inspirada na Filigrana
Minho com 26% de toda a área ardida no país desde o início do ano

Póvoa de Lanhoso inaugura instalação artística inspirada na Filigrana

Crianças e seniores unidos na praia

Póvoa de Lanhoso inaugura instalação artística inspirada na Filigrana

Cávado

2021-06-21 às 19h15

Redacção Redacção

No âmbito do projecto AMAR O MINHO, rede de residências artísticas nos 24 municípios representados pelas Comunidades Intermunicipais do Ave, Cávado e Alto Minho, é inaugurada, no dia 26 de Junho, a instalação artística inspirada na Filigrana, na Póvoa de Lanhoso.

É inaugurada no próximo dia 26 de Junho, na Póvoa de Lanhoso, a instalação artística inspirada na Filigrana da autoria da artista Patrícia Oliveira, concebida no âmbito do projecto AMAR O MINHO. A inauguração está marcada para as 11 horas, no Parque do Pontido.

Trata-se de um projecto inédito em Portugal, que cria a maior rede de residências artísticas nos 24 municípios representados pelas Comunidades Intermunicipais do Ave, Cávado e Alto Minho, numa estratégia concertada que se destina a reforçar a identidade cultural do Minho e, desta forma, a dinamizar o território do ponto de vista artístico e turístico.

As residências artísticas integram-se no projecto AMAR O MINHO, promovido pelo consórcio MINHO IN e com coordenação artística e de comunicação da Zet gallery, que convidou a artista Patrícia Oliveira, a qual se encontra a criar duas peças em metal, inspiradas na arte da Filigrana, símbolo que identifica o concelho da Póvoa de Lanhoso.

O resultado final a apresentar passará a ser pertença do Município da Póvoa de Lanhoso. A criação artística foi desenvolvida com artesãos e outros profissionais que trabalham a Filigrana na Póvoa de Lanhoso numa articulação que decorreu já em Julho de 2020.

Acontece que o Programa de Residências Artísticas teve de ser revisto, em plena pandemia, e adaptado às exigências do combate à propagação da COVID-19, apresentando-se como um caminho para dinamizar a programação cultural neste tempo novo e, em alguns casos, colmatar vazios de programação que acontecerão inevitavelmente nos municípios durante este Verão.

A iniciativa procura também responder à situação de emergência social que a comunidade artística está a viver, uma das mais afectadas pela crise pandémica, proporcionando a alguns criadores, oportunidades imediatas de trabalho.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho