Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Póvoa de Lanhoso: Reactivar a economia e melhorar condições sanitárias são prioridades
Cozinha do EL Olivo é uma mostra gastronómica da região do Minho

Póvoa de Lanhoso: Reactivar a economia e melhorar condições sanitárias são prioridades

Não se ‘Abreu’ o marcador no confronto em belém

Póvoa de Lanhoso: Reactivar a economia e melhorar  condições sanitárias são prioridades

Cávado

2020-09-26 às 11h00

Lurdes Marques Lurdes Marques

Na comemoração dos 728 anos do concelho, o presidente da Câmara da Póvoa de Lanhoso traçou as prioridades para o futuro imediato: reactivar a economia e criar melhores condições sanitárias.

Retomar a economia em segurança e criar as melhores condições sanitárias para proteger todos os povoenses são as prioridades da Câmara da Póvoa de Lanhoso para os próximos meses.
Esta foi uma das notas deixadas pelo presidente da autarquia, Avelino Silva, durante a sua intervenção, ontem, no decurso das comemorações do Dia do Concelho, que este ano não contaram com actividades presenciais, devido ao estado de contingência que o país atravessa.
Os discursos, do presidente da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal foram transmitidos através das redes sociais. Falar no dia 25 de Setembro é falar no Dia do Concelho, um dia em que as Terras de Lanhoso viram atribuído o seu foral.
“O Dia do Concelho é uma oportunidade para fazer o balanço da actividade autárquica e para projectar o futuro, num contexto marcado pela pandemia de Covid-19 e suas consequências sanitárias, económicas e sociais. Por isso, esta tem sido a data escolhida pela Câmara Municipal para distinguir personalidades e entidades que se têm notabilizado no contributo para o desenvolvimento da Póvoa de Lanhoso. Este ano, esse reconheci- mento tem como destinatária a própria comunidade povoense, de forma individual e colectiva, pela luta que tem estado a travar, em várias frentes, contra a Covid-19. A também habitual homenagem a funcionários pelo tempo trabalho ao serviço da autarquia povoense também ficará para oportunidade futura”, referiu na sua intervenção, o presidente da Câmara, Avelino Silva, esclarecendo que autarquia tem apoiado os lares de idosos, as escolas, as famílias, em especial as mais frágeis, e o comércio.
Considerando que, neste período, o contacto digital é o mais seguro, o presidente da Assembleia Municipal, João Duque, deixou o aviso de que “não podemos limitar o debate e a acção política à troca de ideias nas redes, que são sem dúvida um novo espaço público. Isso é importante, mas não chega. É necessário descer à rua real e olhar os olhos dos nossos vizinhos, escondidos por trás de uma máscara, mas presentes e a pedir ajuda, ainda que seja a companhia de uma presença, mesmo que sem o toque do cumprimento habitual”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho