Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Quinhentos tocadores de concertina abrem hoje as Feiras Novas de Ponte de Lima
“Guimarães, Cidade Natal” abre as portas do território no mês de dezembro 

Quinhentos tocadores de concertina abrem hoje as Feiras Novas de Ponte de Lima

Município de Esposende celebra contrato interadministrativo com a Agência Portuguesa do Ambiente

Alto Minho

2018-09-05 às 12h43

Redacção

Cortejos etnográfico e histórico, bem como a procissão solene, constituem os pontos altos do programa, que inclui ainda vários concertos e actuações de grupos tradicionais.

Mais de 500 tocadores de concertinas e cantadores ao desafio marcam hoje, o início das Feiras Novas, que se prolongam até ao dia 10 deste mês.
A abertura oficial das festas está agendada para hoje, às 22 horas, depois de uma arruada de concertinas entre a Alameda de S. João e o Largo de Camões. “Para além das largas dezenas de milhar de cantadores e tocadores que se inscrevem para participar nas rusgas, muitos outros músicos se juntam para tocarem, cantarem e dançarem, madrugada dentro. É a espontaneidade deste povo que faz das Feiras Novas umas festas diferentes de todas as outras. É essa espontaneidade que vamos dar às várias centenas de milhar de pessoas que participam na romaria. É essa a essência das Feiras Novas", explicou à Lusa o presidente da Câmara de Ponte Lima, Victor Mendes.
Amanhã, a animação está a cargo da Banda de Música de Estorãos, cuja actuação está marcada para as 22 horas, no Largo de Camões.

Na sexta-feira decorre uma noite de Fados de Coimbra, pelo Grupo Fado ao Centro, a partir das 21.30 horas, no Largo da Lapa. Meia hora depois, no Largo de Camões, actuam as bandas de música da Casa do Povo de Moreira do Lima e de Rio Mau (Penafiel). A noite encerra com a actuação de tunas no Largo de Camões e com os cantares ao desafio com Zé Cachadinha e seus Amigos, na Expolima.
No sábado há animação durante todo o dia, a começar pelo concurso pecuário e pela actuação do Grupo de Música Popular da Feitosa. As actuações e desfiles de grupos de Zés P’reiras e de bombos, e de música tradicional. As atenções voltam-se, a partir das 16 horas, para o Cortejo Etnográfico, que este ano conta com as presenças do ministro e secretário de Estado do Ambiente e do canoísta limiano, Fernando Pimenta.
As rusgas e concertinas regressam ao centro histórico pelas 22 horas.

No domingo, o ponto alto das festas é o cortejo histórico ‘Ponte de Lima: Fragmentos da História de uma Vila’, agendado para as 15.30 horas. Segue-se uma tourada, com os cavaleiros Tito Semedo, Filipe Gonçalves e Soraia Costa.
O festival Limiano de Folclore, sobe aos palcos A (Expolima) e e B (Largo da Lapa), a partir das 21.30 horas.
O último dia das Feiras Novas é preenchido com as actuações, durante a manhã, das bandas de S. Martinho da Gandra e da Casa do povo de Moreira do Lima, bem como pela Missa Solene em honra de Nossa Senhora das Dores, na Igreja Matriz.

A procissão solene percorre as ruas do centro histórico a partir das 16.30 horas.
As festas encerram com a verbena popular “Real Combo Lisbonense’, no Largo de Camões, a partir das 23 horas.
As Feiras Novas assinalam este ano 192 anos de existência.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.