Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
‘Race for the Cure’ virtual ajuda à sobrevivência da Rosa Vida
MetroBus em Braga e em Guimarães dá resposta ao sistema urbano dos Municípios

‘Race for the Cure’ virtual ajuda à sobrevivência da Rosa Vida

Casa de Manuel de Boaventura será museu

‘Race for the Cure’ virtual ajuda  à sobrevivência da Rosa Vida

Braga

2020-09-29 às 07h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Apesar de muito abaixo das verbas conseguidas com um evento físico, a ‘Race for the Cure’ vai permitir à Rosa Vida pagar despesas que garantem apoios a doentes com cancro da mama.

A pandemia causada pela Covid--19 impossibilitou a realização física da ‘Race for the Cure’, que é a maior corrida solidária do mundo contra o cancro da mama. Porém, a Think Pink Europe não quis deixar cair o evento e promoveu no fim-de-semana uma corrida virtual que em Portugal reuniu perto de 550 participantes, o que representou a angariação de 2705 euros, uma verba muito abaixo do habitual, mas que será vital para manter vivo o apoio prestado a doentes oncológicos, no caso concreto, pela Associação Rosa Vida.
Em Portugal, a Associação Rosa Vida e Mama Help são as responsáveis pela organização da ‘Race for the Cure’, evento que em Braga veio substituir a emblemática Pink Run.
No ao passado, em Braga, perto de 3000 pessoas participaram na iniciativa. Este ano, até ontem de manhã, tinham participado 541 pessoas, um número bem inferior, mas que, dadas as actuais circunstâncias, acaba por ser positivo.
“É uma vitória termos conseguido arranjar uma alternativa, porque entre não fazer nada ou fazer algo como o que a Think Pink Europe fez, acaba por por fazer uma diferença que, em Portugal, representa quase 2800 euros angariados”, explicou Paulo Morais, presidente da Rosa Vida ao ‘Correio do Minho’.
De realçar quem quiser colaborar ainda poderá fazê-lo até às 24 horas de amanhã, dia 30, através da página oficial do evento: www.raceforthecure.eu.
A inscrição tem o custo de cinco euros, estando aberta a participação também às empresas que queiram apoiar a causa da luta contra o cancro da mama.
A pandemia não implicou apenas a não realização da ‘Race for the Cure’. Também não permite a realização de outros eventos que costumam decorrer durante o mês de Outubro e que ajudavam a angariar verbas para manter apoios às doentes.
Paulo Morais refere que também não vai ser possível realizar o jantar solidário que todos os anos tinha lotação esgotada e que era uma importante fonte de receita para a associação Rosa Vida.
O presidente da Rosa Vida revela que do total do dinheiro angariado com a corrida virtual, 20% reverte para o fundo comum gerido pela Think Pink Europe, sendo que os restantes 80% ajudam a financiar a actividade das associações filiadas nessa organização europeia.
No caso da Rosa Vida, as verbas que vierem desta corrida virtual vão servir sobretudo para “pagar dívidas”, revela Paulo Morais, explicando que são despesas relacionadas com o apoio directo às doentes oncológicas, como contas de farmácia, consultas e outros apoios que estas necessitem.
A escassez de recursos coloca em causa a subsistência da Rosa Vida, no entanto a actividade vai-se mantendo com os apoios que vão chegando e que permitem fazer a diferença na vida de muitas mulheres, de todas as idades, que lutam contra o cancro da mama.
A Rosa Vida mantém o apoio psicológico, não só às doentes como também aos cuidadores informais e familiares, um apoio que agora é prestado à distância, por telefone.
Paulo Morais recorda que a Rosa Vida tem um protocolo com a mim – Clínica do Desenvolvimento que tem sido fundamental para garantir este apoio psicológico, muito importante, por exemplo para crianças e adolescentes que de repente têm de lidar com o facto de a mãe ter cancro.
O responsável realça que o apoio é prestado a quem está sinalizado com carências económicas, porque considera que “é para quem realmente precisa que os apoios devem ser canalizados”.
A Rosa Vida mantém ainda activo o projecto ‘Quality Onco Life Program’ (ler notícia em baixo).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho