Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Rancho Folclórico S. João Baptista honra a tradição há 26 anos
Lar do centro de Grade vai ser desinfectado hoje

Rancho Folclórico S. João Baptista honra a tradição há 26 anos

Ponte de Lima cancela eventos até Agosto

Rancho Folclórico S. João Baptista honra a tradição há 26 anos

Braga

2020-02-24 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Aniversário do Rancho Folclórico S. João Baptista de Nogueira celebrou ontem os seus 26 anos de actividade com uma eucaristia. Juventude é uma das mais-valias do grupo.

Com 26 anos de actividade, o Rancho Folclórico S. João Baptista de Nogueira mantém-se jovem e tem conseguido rejuvenescer-se, cativando os jovens a preservar as tradições e o folclore.
O Rancho S. João Baptista comemorou ontem o seu 26.º aniversário com uma eucaristia na igreja paroquial de Nogueira.
Além de evocar os membros actuais e falecidos, o grupo participou na celebração com cânticos, além das leituras e do ofertório.
No final da eucaristia, à porta da igreja, cantaram-se os parabéns pelos 26 anos do Rancho.

O presidente do Rancho S. João Baptista de Nogueira, Jorge Pinto, assume que o trabalho tem sido no sentido de cativar os jovens "para não deixar cair em esquecimento o folclore e as nossas tradições", congratulando-se por ter "uma faixa etária bastante jovem" no grupo.
Sobre a história do Rancho, que conta cerca de seis dezenas de elementos, Jorge Pinto fala de "26 anos de muita alegria, muitas actividades, muita gente boa" sendo "o melhor vermos gente com vontade de seguir, mesmo os que estão desde o início".

Quanto ao futuro, o presidente do Rancho antecipa as actividades para este ano, com destaque para o festival "Encosta da Falperra" que o grupo organiza, todos os anos, no mês de Julho.
Também já começam a surgir contactos para actuações que incide, sobretudo, no Verão, aponta Jorge Pinto.
A presidente da Junta da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães, Goreti Machado, associou-se ontem ao 26.º aniversário do Rancho que considera “um dos estandartes” da freguesia.
A autarca admite que o Rancho S. João Baptista “é um dos grupos” com mais actividade, embora reconheça que “cada um tem a sua importância”.

Para Goreti Machado, os grupos folclóricos - são dois na União de Freguesias - “representam o passado, mas são também o futuro porque sem eles o nosso património etnográfico e cultural acaba”.
A presidente da Junta considera que “reviver as tradições é muito importante para a juventude e não só” e enaltece a participação dos jovens: “este grupo teve sempre muita juventude”, o que “acaba com a ideia de falta de interesse dos jovens pela continuidade desta cultura”.

Goreti Machado considera que “são os jovens que incentivam e actualizam a maneira de viver o folclore e acabam por ter um papel importantíssimo”.
A Junta de Freguesia apoia as colectividades - que ascendem a cerca de uma dezena - com um subsídio “sempre que nos pedem e que cumprem os requisitos” - justifica a autarca - ou com apoios pontuais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho