Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Rede Portuguesa da GaliLusofonia promete defender a língua galega
Rede transatlântica de áreas protegidas marinhas reuniu em Viana do Castelo

Rede Portuguesa da GaliLusofonia promete defender a língua galega

Aprovado projeto do Mercado Municipal de Esposende

Rede Portuguesa da GaliLusofonia promete defender a língua galega

Braga

2019-07-14 às 09h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

FestivalCastro Galaico, que decorre este fim-de-semana na Senhora da Consolação, em Nogueiró, serviu de palco para várias entidades se juntarem na criação da Rede da GaliLusofonia.

O Festival Castro Galaico, que decorre este fim-de-semana no Monte da Senhora da Consolação, em Nogueiró, serviu de pretexto para a criação da Rede GaliLusofonia portuguesa. A associação, que se baseia numa rede de entidades galegas e portuguesas, civis e públicas, já existe na vizinha Galiza e dá agora também os primeiros passos do lado de cá com o objectivo de recuperar a importância e vitalidade do galego no mundo ‘galilusófono’.
Ambos os lados, galego e português, têm grandes expectativas quanto à valorização do idioma e cultura galega na Braga Capital do Eixo Atlântico 2020, antevendo já “parcerias” culturais. Mas entre os objectivos está também o desejo de que a Galiza passe também a membro oficial da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa.

Fernando Pena, um dos responsáveis que está à frente desta associação portuguesa, refere que a criação desta associação de forma formal “tem haver com a vontade que nasce dentro de Galiza de dar importância ao galego que é um idioma diferente de todos os outros e independente de todos os outros que existem no Estado espanhol”.

“O galego e o português são idiomas irmãos praticamente desde sempre, basta ler ‘Gil Vicente’ e está-se a ler galego, e o nosso grande objectivo agora com esta associação é promover o galego e trazer ao conhecimento dos portugueses a realidade deste idioma que, infelizmente, está menosprezado e que é um idioma irmão do nosso e que tem todo o mérito de estar ao lado do português”, indicou o responsável.
Entre as várias iniciativas que esta Rede Portuguesa de GaliLusofonia pretende incrementar está, por exemplo, a vontade de uma maior dinamização do português na Galiza e do galego e da cultura e idioma galego em Portugal.
“Neste momento a Galiza é membro observador da CPLP e nós pretendemos que a Galiza seja elevada a membro da CPLP como sendo uma das regiões onde se fala um idioma que é português também”, avançou Fernando Pena, ontem, à margem da cerimónia de assinatura do protocolo que oficializou a associação do lado português.

Para o director da Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela e um dos responsáveis da Rede GaliLusofonia galega, Gonçalo Constella, este protocolo “é a oficialização das duas associações, galega e portuguesa, que por questões burocráticas têm que existir nos dois países, mas que fazem parte de uma mesma rede - a Rede da GaliLusofonia”.

“A constituição desta rede só traz benefícios, aliás, já estamos na realidade a ‘tirar partido’ dela, com a concretização de várias iniciativas, como intercâmbios culturais tanto de iniciativas portuguesas na Galiza como de iniciativas galegas em Portugal, nomeadamente no Norte de Portugal”, referiu o responsável galego.
A Rede da GaliLusofonia pretede assumir também um protagonismo importante que é a inserção do galego da Galiza no seu âmbito natural linguístico da lusofonia e vice versa.
Gonçalo Constella aponta o facto de Braga ser Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2020 como uma “oportunidade única” para promover o galego e a GaliLusofonia tanto do lado português, como do lado galego.

Deixa o teu comentário

Últimas Braga

15 Setembro 2019

Braga promove-se na Suíça

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.