Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Removido fibrocimento na Escola Sidónio Pais
Mapa literário on-line convida a (re)descobrir a cidade de Braga

Removido fibrocimento na Escola Sidónio Pais

Caminha aposta em actividades lúdicas para manter “praias vivas”

Removido fibrocimento na Escola Sidónio Pais

As Nossas Escolas

2020-01-16 às 06h00

Redacção Redacção

Vai ser removida a cobertura em fibrocimento na Escola Secundária Sinónio Pais, uma operação que obedece a requisitos muito rígidos.

Arrancam amanhã os trabalhos de remoção da cobertura em fibrocimento na Escola Secundária Sidónio Pais, em Caminha, anunciou ontem a Câmara Municipal liderada por Miguel Alves. A operação será realizada por “técnicos certificados e devidamente monitorizada, não envolvendo praticamente riscos”.
Esta operação de remoção da cobertura em fibrocimento foi coordenada entre a Câmara de Caminha, o Agrupamento de Escolas e os serviços regionais do Norte do Ministério da Educação, decorrendo no âmbito do plano previamente traçado e da empreitada de requalificação da Escola Secundária Sidónio Pais, um investimento da ordem dos 3,5 milhões de euros.

“O trabalho a executar consiste na remoção da cobertura em fibrocimento nos dois blocos e para tal foi necessário aprovar junto da ACT - Autoridade para as Condições de Trabalho, um plano de remoção, conforme estipulado na respectiva legislação, sendo que este trabalho será também supervisionado pelo próprio ACT”, especifica a autarquia do Alto Minho, acrescentando que “o pessoal que vai executar a intervenção está certificado para tal, e vai ser acompanhado por um laboratório também certificado, que irá efectuar a medição da qualidade do ar, antes, durante e depois da remoção, e inclusivamente dos próprios trabalhos que estarão a ser executados”.
Em condições normais, os riscos são mínimos ou praticamente inexistentes, face aos requisitos extremamente rígidos impostos pela legislação e pelo próprio ACT, cuja autorização é obrigatória. Os elementos removidos serão imediatamente envolvidos em material isolante e levados para aterro autorizado a receber resíduos deste tipo.

Devido aos trabalhos, durante a tarde não haverá aulas e ao todo serão intervencionados dois blocos, situados junto à estrada nacional.
Os trabalhos serão executados num período em que não existe qualquer aluno no recinto escolar, sexta-feira à tarde e sábado, de modo a eliminar completamente qualquer tipo de risco para a população estudantil, embora seja de salientar que, normal- mente, as medições realizadas durante este tipo de trabalho ou são de valor zero, ou muito próximas deste valor.
Esta escola já foi objecto, há alguns anos, de obras de substituição destes elementos nos passadiços existentes entre blocos e no próprio bloco intermédio, sendo que, nessa altura, nem as regras eram tão apertadas nem surgiu qualquer tipo de alarme por parte da população estudantil ou público em geral.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho