Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho
´Ruílhe Park´ possibilita valorização do espaço público e melhoria da qualidade de vida dos cidadãos

Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho

Caminhada para conhecer os encantos da Cabreira

Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho

Casos do Dia

2024-05-24 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Garantia foi dada pela vereadora das Obras Municipais, Olga Pereira, que revelou que a obra é da responsabilidade da Câmara Municipal de Braga e da AGERE e que vai iniciar no próximo dia 3 de Junho. Automobilistas receiam acidente.

Citação

A Câmara Municipal de Braga vai avançar com a reparação do piso da Rua Frei José Vilaça no próximo dia 3 de Junho. A garantia foi dada pela vereadora das Obras Municipais na Câmara Municipal de Braga.
Olga Pereira explicou que se trata de uma obra “partilhada entre a Câmara Municipal de Braga e a AGERE. Já fizemos os procedimentos e as obras vão iniciar no dia 3 de Junho.”
A vereadora Olga Pereira indicou que as obras vão custar cerca de 9600 euros e têm a duração de dois dias.

O certo é que o aluimento do piso da Rua Frei José Vilaça, junto ao acesso para a Quinta dos Apóstolos, em Ferreiros, está a causar aprensão junto de alguns automobilistas.
O piso aluiu no início do ano e até agora apenas foi sinalizado com mecos e fitas de plástico.
“Eu passo ali pelo menos duas vezes por dia e tenho receio que a minha carrinha caia num buraco. A cratera está a ficar cada vez maior e os autocarros e camiões já têm dificuldade em passar. Espero que não aconteça uma desgraça”, disse Ricardo Oliveira, morador na freguesia de Sequeira.

A presidente da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves, Carolina Teixeira, garantiu que já denunciou a situação à Infraestruturas de Portugal (IP), “há cerca de cinco meses”, mas só ontem obteve resposta.
“Responderam ao email à 1.30 horas de ontem, a dizer que a obra é da responsabilidade da AGERE e que já foi enviada uma notificação à empresa”, disse a autarca. Carolina Teixeira explicou que o aluimento do piso se deve “a uma conduta de água que foi colocada há um ano e pouco. A conduta liga à rotunda junto à via rápida, mas aquilo nunca ficou bem feito. Já houve intervenções mas não resolveram o problema.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho